São Paulo Em SP, linha 15-Prata do Metrô fecha nesta sexta e no final de semana

Em SP, linha 15-Prata do Metrô fecha nesta sexta e no final de semana

De acordo com o Metrô, ônibus do sistema Paese funcionam gratuitamente entre estações Vila Prudente e Oratório. Companhia realiza testes de controle

linha 15 prata fechada

Em São Paulo, linha 15-Prata do Metrô fecha no feriado e no final de semana

Em São Paulo, linha 15-Prata do Metrô fecha no feriado e no final de semana

Divulgação/Governo de SP

A linha 15-Prata do Metrô, em São Paulo, está fechada nesta sexta-feira (2), feriado do Dia dos Finados, devido a testes no sistema de controle de trens. A paralisação permanece no sábado (3) e domingo (4).

Ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) circulam gratuitamente entre as estações Vila Prudente e Oratório, uma vez que são as únicas que operam de forma comercial.

Leia mais: Com quatro anos de atraso, trecho do Monotrilho é entregue em SP

As demais estações (São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói, Vila União, Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta, São Matheus, Iguatemi, Jequiriçá, Jacu-Pêssego, Érico Semer, Márcio Beck, Cidade Tiradentes e Hospital C. Tiradentes) não serão atendidas pelos ônibus, segundo o metrô, uma vez que ainda não funcionam em operação comercial.

Linha 15-Prata - Monotrilho

O Metrô informou, na quinta-feira (1°), que irá fazer uma nova licitação para terminar as obras de estações da linha 15-Prata. Em nota, a companhia informou que as operações podem ser concluídas em “outubro de 2019”.

A companhia relatou que, nos últimos meses, a Azevedo & Travessos “reduziu drasticamente o efetivo”, motivo pelo qual rescindiram dois contratos que mantinha com a empresa. Um deles tem como objeto a conclusão do paisagismo e da ciclovia ao longa da via elevada do Monotrilho e, o outro, a finalização das estações Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus.

Em relação ao paisagismo, o Metrô esclarece que já entrou em contato com o segundo colocado da licitação (realizada em 2016) e, caso a empresa aceite, os serviços deverão ser retomados em 30 dias, podendo ser concluídos no início de abril de 2019.

Veja também: Monotrilho é inaugurado em São Paulo. Saiba como vai funcionar

Por sua vez, a conclusão das quatro estações deverá receber uma nova licitação, uma vez que o segundo colocado não demonstrou interesse em ingressar no projeto. Assim sendo, a publicação do novo edital está prevista para dezembro. O Metrô informou, ainda, que a meta para assinatura do contrato é março, com início das obras em abril. O prazo de conclusão estimado é outubro do ano que vem.

*Estagiária do R7, com supervisão de Raphael Hakime