Enchente no rio Tietê cobre de lixo atrações turísticas de Salto (SP)

Os moradores foram avisados para acionar a Guarda Municipal e buscar abrigo em local seguro, caso as águas voltem a subir

Toneladas de lixo carregadas pelo rio Tietê se acumularam em Salto (SP)

Toneladas de lixo carregadas pelo rio Tietê se acumularam em Salto (SP)

Cadu Rolim - Estadão Conteúdo - 19.02.2019

Toneladas de lixo carregadas pelo Rio Tietê, que transbordou em razão das chuvas fortes, se acumularam nesta segunda-feira (18), nos principais pontos turísticos de Salto, no interior de São Paulo. A vazão do rio, que atingiu 750 m³ por segundo no domingo, havia baixado para 400 m³ no início da tarde desta segunda.

O material, composto por garrafas plásticas, pedaços de isopor, brinquedos, latinhas e detritos de todo tipo, ficou preso entre as pedras e depositado em ruas ribeirinhas. Os pontos mais atingidos foram o parque das Lavras, o Complexo da Cachoeira, incluindo a Ilha dos Amores, e a avenida Castro Alves.

Leia mais: Cidades de SP e RJ têm pelo menos 120 mil moradias em áreas de risco

Ainda de manhã, a prefeitura iniciou uma ação conjunta de várias secretarias para a limpeza dos locais. As equipes iniciaram a coleta de lixo na área da Ilha dos Amores e nos jardins da Concha Acústica. Não havia prazo para a conclusão do serviço.

No Parque das Lavras, uma vistoria indicou que seria necessário aguardar um maior recuo das águas para a retirada do lixo. Os parques municipais ficam fechados às segundas-feiras para manutenção. No caso do Parque das Lavras, o acesso ficará restrito nesta terça-feira (19) para os serviços de limpeza.

Também estão interditados o acesso ao campo do Avenida e à Ilha dos Amores — parte do muro de contenção da ilha foi derrubada pela força das águas. O Memorial do Rio Tietê, na beira do rio, foi fechado por segurança. A Defesa Civil orientou a população para evitar as áreas ribeirinhas que ainda estão alagadas, devido ao risco de contaminação e doenças.

Veja também: Uma em cada 4 mulheres sofre com a falta de água tratada, diz estudo

Os moradores foram avisados para acionar a Guarda Municipal e buscar abrigo em local seguro, caso as águas voltem a subir.

Conforme a prefeitura, grande parte do lixo que foi parar na cidade, que é estância turística, é proveniente da capital, que foi atingida por chuvas volumosas nos últimos dias.