São Paulo Encontrado corpo de jovem raptado em Paraisópolis, na zona sul de SP

Encontrado corpo de jovem raptado em Paraisópolis, na zona sul de SP

Mateus Gomes Oliveira, de 17 anos, foi levado por homens encapuzados que conseguiram alcançá-lo ao tentar fugir. Causa da morte ainda é desconhecida

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Corpo de Mateus Gomes Oliveira foi encontrado na manhã deste domingo (15)

Corpo de Mateus Gomes Oliveira foi encontrado na manhã deste domingo (15)

Arquivo pessoal

Foi encontrado na manhã deste domingo (15) o corpo de Mateus Gomes Oliveira, de 17 anos, sequestrado por homens encapuzados em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, na tarde de sábado (14). O corpo estava na rua Coronel Francisco de Oliveira Simões, próxima à Avenida Hebe Camargo e ao CEU Paraisópolis, e foi reconhecido por dois parentes do jovem. O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa).

De acordo com a família do rapaz, a polícia não informou o que teria provocado a morte, mas informou que ele estava bastante machucado. 

Sequestro

Mateus saiu de casa para jogar futebol com os amigos. Em vez disso, pararam em uma feira para comer pastel, onde registraram uma última foto do rapaz antes do desaparecimento.

Os amigos se separaram, cada um a caminho de sua casa. Mateus estava acompanhado de um deles, quando um carro na cor prata parou perto dele. Do veículo, saíram dois homens encapuzados que foram atrás de Mateus e do amigo, que correram em direções diferentes.

De acordo com uma moradora da região que entrou em contato com a família, os homens estavam armados e dispararam. Não se sabe se os tiros acertaram Mateus. Eles conseguiram alcançar e levar o garoto.

De acordo com a família de Mateus, o primo do amigo que o acompanhava foi ao local do ocorrido ainda na parte da tarde para tentar conseguir alguma informação. Ele procurou câmeras de segurança que pudessem ter capturado o momento, mas não encontrou. A família chegou a mensagens para o celular de Mateus e tentar fazer ligações via WhatsApp, que foram recebidas apenas às 18h. Não houve resposta.

Últimas