São Paulo Escola onde professora foi alvo de alunos anuncia contratações 

Escola onde professora foi alvo de alunos anuncia contratações 

Adolescentes denunciados pela professora por injúria já foram apreendidos e encaminhados à Vara da Infância e Juventude. Professora está internada

Professora injuriada em Carapicuíba

Envolvidos estão apreendidos

Envolvidos estão apreendidos

Reprodução

A Secretaria Estadual de Educação informou que está em fase de contratação de oito novos profissionais que trabalharão na Escola Estadual Maria de Lourdes Teixeira, na cidade de Carapicuíba (SP). O concurso para agentes de organização escolar já foi realizado, mas ainda não há previsão de início do trabalho dos funcionários contratados.

A Escola Estadual é a mesma onde o vídeo que demonstra uma professora tentando controlar seus alunos foi gravado. Nas imagens gravadas, a professora aparece tentando impedir alunos que arremessam cadernos pela sala de aula, ignorando a profissional. 

Quando ela sai da sala, alguns alunos começam a atirar e empurrar mesas pelo local. Outro vídeo também mostra crianças armando uma "armadilha" para a professora, colocando o balde de lixo em cima da porta entreaberta por onde a professora iria entrar.  

Alunos são encaminhados à Vara da Infância e Juventude 

Oito adolescentes foram encaminhados para a Vara da Infância e da Juventude, em Carapicuíba, às 9h desta terça-feira (04), pelos tumultos causados na Escola Estadual Maria de Lourdes Teixeira, no município da Grande São Paulo, no fim da última semana.

Os alunos, entre 13 e 14 anos e que cursam a sétima série, foram apreendidos na manhã de segunda-feira (03) e encaminhados para a delegacia de Carapicuíba, onde o caso foi registrado. Mais tarde, os oito adolescentes deixaram o local e foram levados para o 1° Distrito Policial de Barueri, onde existe uma cela especial para menores de idade.

Veja também: Oito adolescentes são levados à DP por confusão em sala de aula

De acordo com o delegado, Marcelo José do Prado, após o depoimento dos educadores, os policiais apuraram que os alunos, de forma reiterada, vêm praticando infrações na escola: de dano, ameaça contra alguma professora, e de injúria.

Os pais estiveram na delegacia acompanhando os filhos, na tarde de ontem (03) e, de acordo com as investigações, eles tinham conhecimento do comportamento dos menores.

Ainda segundo o delegado, vários deles já praticaram atos semelhantes, alguns inclusive já foram expulsos de outras escolas. Toda vez que isso acontece, embora a escola não registre Boletim de Ocorrência, chama o pai ou o responsável e notifica, dando conhecimento da prática irregular sobre seu filho.

A polícia vai representar contra os oitos estudantes apreendidos e os dois ainda não localizados. Eles devem responder por associação criminosa, dano ao patrimônio público e lesão corporal.

A professora que aparece nas imagens está internada devido ao estresse que sofreu. Em nota, a Secretaria Estadual de Educação informou que suspendeu temporariamente os alunos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Vinhas