São Paulo Estado de São Paulo tem 10.325 casos da variante Ômicron

Estado de São Paulo tem 10.325 casos da variante Ômicron

São 4 casos importados da variante Ômicron XE, 2 da Ômicron XQ e 1 da Ômicron XG. Foram identificados 370 casos do subtipo BA.2

  • São Paulo | Do R7, com informações de Edilson Muniz, da Agência Record

Estado de São Paulo tem 10.325 casos da variante Ômicron

Estado de São Paulo tem 10.325 casos da variante Ômicron

Freepik

O estado de São Paulo tem 10.325 casos da variante Ômicron, segundo balanço do CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado), a partir do resultado de sequenciamento genético e investigação epidemiológica.

São quatro casos importados da nova variante Ômicron XE, dois casos da Ômicron XQ (BA.1.1 e BA.2) e um caso da Ômicron XG. Foram identificados 370 casos do subtipo BA.2 da variante Ômicron no estado.

A Ômicron, assim como a Alpha, Beta, Gamma e Delta, é classificada de variante de atenção pelas autoridades sanitárias devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção, por exemplo.

Análises do Instituto Adolfo Lutz e do CVE identificaram, no decorrer da pandemia, três casos autóctones de Beta, 54 de Alpha, 2.917 de Gamma e 16.248 de Delta. A confirmação de uma variante ocorre por meio de sequenciamento genético.

As medidas já conhecidas pela população continuam essenciais para combater a pandemia: higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel), distanciamento social e vacinação contra a Covid-19.

Nova variante recombinante XG

A nova variante XG foi encontrada em uma mulher de 59 anos em São Paulo. Essa é a terceira recombinante detectada em um período de dois meses pela Rede de Alerta das Variantes, do Instituto Butantan.

A paciente é moradora do bairro da Penha, na zona leste da capital paulista. Ainda não há informações sobre os sintomas, histórico de viagem e esquema vacinal da mulher.

A XG é uma recombinante das linhagens BA.1 e BA.2 da cepa Ômicron, mas com mutações diferentes.

"Todas as variantes recombinantes ainda necessitam de mais atenção na questão de disseminação. Há no mundo apenas 205 sequências da XG, e isso é pouco em relação à população mundial e ao número de variantes que estão circulando", explica Gabriela Ribeiro, da Rede de Alerta das Variantes, do Butantan.

Últimas