Ex-judoca olímpico morre após desentendimento com amigo PM

Representante do Brasil nos Jogos de 2000 e 2004, paulista de 47 anos também era cabo da polícia militar. Ainda não se sabe a motivação do crime

Sabino representou o país em duas olimpíadas: 2000 e 2004

Sabino representou o país em duas olimpíadas: 2000 e 2004

Reprodução Redes Sociais


O ex-judoca olímpico Mario Sabino Jr. morreu após um desentendimento com um amigo policial, em Bauru, no interior de São Paulo. O atleta, que também era cabo da polícia militar teria sido morto a tiros por um colega de trabalho que se matou em seguida. As informações são da Record TV.

Leia também: Registro de estupros em SP segue em alta e bate recorde em setembro

Os corpos, do atleta e do sargento, foram encontrados por uma viatura da PM que isolou o local para perícia. A polícia agora investiga as circunstâncias e a motivação do crime. 

Medalhista

Sabino tinha 47 anos e disputou as Olimpíadas de 2000, em Sydney, na Austrália e 2004 em Atenas, na Grécia. Ele foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-americanos de 2003 em Santo Domingo, na República Dominicana, e bronze, no Mundial de Osaka, no Japão.

Flávio Canto faz homenagem para ex-judoca morto em Bauru (SP)

Flávio Canto faz homenagem para ex-judoca morto em Bauru (SP)

Reprodução Instagram

Nas redes sociais, outros atletas prestaram homenagens ao atleta. O ex-judoca e apresentador, Flávio Canto, lamentou a morte de Sabino: "nosso amigo de tantas lutas partiu desse jeito".

Velório

Mario Sabino será velado neste sábado (26) a partir das 10hs, na cidade de Bauru, e o enterrro está previsto para as 16h no cemitério Redentor.