São Paulo Festival Internacional Sesc de Circo começa hoje de forma virtual

Festival Internacional Sesc de Circo começa hoje de forma virtual

Além de mais de 20 apresentações ao vivo online, evento contará com oficinas e debates, além de 50 atividades gravadas

Festival Internacional Sesc de Circo começa neste sábado (28) de forma virtual

Festival Internacional Sesc de Circo começa neste sábado (28) de forma virtual

Divulgação / Circo Teatro Saltimbanco

Começa neste sábado (28) a sexta edição do Circos – Festival Internacional Sesc de Circo, com mais de 20 espetáculos transmitidos online ao vivo a partir de unidades do Sesc e mais de 50 atividades gravadas, além de ações formativas e encontros entre profissionais de várias partes do mundo.

Neste ano, o festival traz quatro estreias mundiais, das quais três são inéditas virtualmente. A programação pretende ainda mostrar a importância de um festival de circo no período da pandemia, momento que estimula o distanciamento social. O festival segue até o dia 4 de setembro.

“Apesar do distanciamento, a arte segue sendo um respiro e proporcionando encontros nas mais variadas plataformas online, chegando a diversas pessoas a partir do campo criativo, potente e inventivo que é o digital, com suas presencialidades possíveis”, afirmou o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda.

As quatro estreias mundiais são Circo Misterium, da cia. Barracão Teatro, uma apresentação de palhaços que discute a finitude e a eterna continuidade da vida; CircomUns, do Circo e Teatro Palombar, que investiga a imagem de pessoas anônimas relacionando-as a uma estética periférica; La Trattoria, do grupo Los Circo Los, com a história da inauguração de um restaurante; e Retumbantes, com Livia Nestrovski, Lívia Mattos, Tomás Oliveira e Rafé, espetáculo-show que promove o encontro do circo com a música e as artes visuais.

Pela primeira vem em uma apresentação online estão os espetáculos A Caravana do Tempo, do Unidos do Swing, Bloom – Caminhos e Encontros, da Cia La Mala, e Ela - Em todos os lugares, da Troupe Guezá.

Cursos e oficinas

Além das apresentações, o festival inclui na programação debates sobre questões ligadas ao circo transmitidos nas redes Sesc. Serão diversos temas para discutir o papel atual do circo, como a participação de artistas com diferentes tipos de corpos até a produção circense em tempos de distanciamento social, passando pelo como fazer rir durante uma pandemia que continua deixando um rastro de morte e sequelas pelo planeta.

“Entre os debatedores, estão nomes como Christian Dunker (psicanalista e autor), Ronaldo Aguiar (palhaço e diretor da ONG Doutores da Alegria), Ermínia Silva (pesquisadora e quarta geração de circenses no Brasil), Bete Dorgam (palhaça, diretora e professora universitária), Lu Menin (diretora e artista circense) e Raimo Benedetti (videoartista e pesquisador), Tiago Munhoz (palhaço de rua), entre outros”, diz a organização.

Estão previstos ainda cursos e oficinas a distância para crianças e adolescentes e para todos os tipos de público. Parte será transmitida pelas redes sociais do Sesc e parte precisa de inscrição. As oficinas também ensinarão números circenses, técnicas de áudio e vídeo para melhorar a transmissão de apresentações, maquiagem artística e exercícios de preparação corporal.

Todas as exibições poderão ser acompanhadas pelo canal do Sesc SP no YouTube em dias e horários disponíveis na programação.

Últimas