São Paulo Fogo é extinto após protesto contra reintegração de posse em São Paulo

Fogo é extinto após protesto contra reintegração de posse em São Paulo

Moradores incendiaram barricadas e houve confronto com policiais durante a remoção esta manhã, na altura do km 19 da Imigrantes, em Diadema

  • São Paulo | Laura Lourenço, da Agência Record

Houve confronto entre os manifestantes e policiais no início na manhã

Houve confronto entre os manifestantes e policiais no início na manhã

WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO

Foi extinto o incêndio que ocorreu durante uma reintegração de posse na altura do km 19 da rodovia dos Imigrantes, sentido litoral, em Diadema, na região metropolitana de São Paulo, por volta das 6h desta terça-feira (18).

Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas foram contorladas e a fase de rescaldo já foi realizada no local. Apenas uma viatura da corporação permanece no local, para prevenção.

De acordo com a polícia, agentes estão na comunidade desde o início da manhã para a realizar a remoção das cerca de 170 famílias que moram na área.

Houve confronto entre moradores e policiais, que jogaram bombas de gás lacrimogênio para dispersar a confusão. Uma extensa coluna de fumaça causou congestionamento na rodovia dos Imigrantes e comprometeu a visibilidade dos motoristas. A avenida Eldorado, que passa pela comunidade, chegou a ficar bloqueada no início do incêndio. Segundo a PM, ninguém ficou ferido.

Conflito

Os moradores alegaram que não foram avisados previamente sobre a reintegração de posse. Uma faixa com a frase "Não somos invasores, somos trabalhadores" foi colocada no local. A comunidade é carente, o chão é de terra e não há casas de alvenaria.

A Polícia Militar disse que avisou previamente aos moradores, junto com um oficial de Justiça, que a reintegração seria feita nesta terça.

Em nota, a Ecovias disse que a invasão em questão representava riscos às pessoas e à estrutura viária e ocorreu há menos de dois meses, quando os ocupantes foram informados imediatamente sobre a necessidade de desocupação da área. Ainda de acordo com a concessionária, como não foi possível uma saída voluntária dos ocupantes, foi feito o pedido de reintegração de posse.

O terreno pertence à Ecovias, concessionária responsável pelo trecho da rodovia. A área tem 200 m² de área e era ocupada por cerca de 40 barracos.

Últimas