São Paulo Funcionários da Fundação Casa fazem protesto na marginal Tietê

Funcionários da Fundação Casa fazem protesto na marginal Tietê

Manifestantes carregam faixa escrita "chega de agressões e assédio moral! estamos adoecidos", em ato na tarde desta sexta-feira

  • São Paulo | Do R7

Grupo faz ato na marginal Tietê, nesta sexta-feira (17)

Grupo faz ato na marginal Tietê, nesta sexta-feira (17)

Reprodução

Funcionários da Fundação Casa (Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente) fizeram uma manifestação e queimaram pneus, no final da tarde desta sexta-feira (17), na marginal Tietê, sentido zona leste de São Paulo.

O Corpo de Bombeiros está no local para conter o fogo e a Polícia Militar também acompanhou os manifestantes. O ato acabou por volta das 18h20.

Os funcionários carregam, em uma das faixas, a seguinte frase: "chega de agressões e assédio moral! estamos adoecidos". 

É o segundo dia seguido de protesto da categoria. Na terça-feira (15), foi realizada uma assembleia no Sintsep (Sindicato dos Trabalhadores nas Fundações Públicas de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em Privação de Liberdade do Estado de São Paulo), e a maioria votou pela paralisação dos funcionários da Fundação Casa.

O ato acontece porque, segundo o sindicato, a recomposição salarial no período de março de 2020 a fevereiro de 2021 não foi aceita pela Comissão de Política Salarial e que a única proposta que teria sido aceita pelo governo de São Paulo foi o reajuste de valor diário do vale refeição de R$ 21,41 para R$ 23,36.

Em nota, a Fundação Casa afirmou que "sempre esteve aberta ao diálogo com o sindicato e que realizou inúmeras reuniões com o propósito de chegar a um acordo".

Últimas