São Paulo Homem é preso por importunação sexual em ônibus na Grande SP

Homem é preso por importunação sexual em ônibus na Grande SP

Suspeito ameaçou a vítima e, após chegada da GCM, fingiu estar embriagado; foram encontrados com ele preservativos e um fio de cobre de meio metro

Homem é preso por importunação sexual em ônibus na Grande SP

'Vou te pegar lá fora', disse homem para a vítima

'Vou te pegar lá fora', disse homem para a vítima

Clayton de Souza/Estadão Conteúdo - 02.01.2013

Um homem foi preso pelo crime de importunação sexual dentro de um ônibus em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (6).

Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito entrou no veículo e sentou-se ao lado da vítima, de 34 anos. Fingindo dormir, o homem deixou cair de forma proposital sua mão emcima das pernas dela.

Veja também: "Somos assediadas o tempo todo", diz vítima de importunação sexual

A vítima percebeu que ele estava se masturbando com a outra mão e, rapidamente, mudou de lugar no ônibus. O suspeito, que, segundo relatos da vítima e da testemunha, ainda se masturbava, a seguiu e sentou próximo de seu acento.

Leia mais: Mulher sofre importunação sexual a cada 22 horas no transporte público

Ela comunicou o motorista do ônibus, que dirigiu veículo até uma base da GCM (Guarda Civil Metropolitana). O homem afirmou não ter medo da polícia e começou a ameaçar a vítima. “Eu vou te pegar lá fora”, disse.

Com a chegada da GCM, o suspeito fingiu estar embriagado. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia do município. Foram encontrados, com ele, preservativos e um fio de cobre de meio metro. No local, o homem desmereceu o crime e disse que já tinha perseguido uma outra mulher.

O caso foi registrado na Delegacia Central de São Caetano do Sul.

Lei de importunação sexual

Em setembro passado, importunação sexual passou a ser crime, tipificado na Lei 13.718/18. Os casos mais comuns envolvem assédios sofridos por mulheres em meios de transporte coletivo. Anteriormente, era considerado uma contravenção penal.

Esta lei também considera crime, desde a alteração em 2018, a divulgação de cenas de estupro.

    Access log