São Paulo Irmão de piloto que levava Boechat morreu em outro acidente aéreo

Irmão de piloto que levava Boechat morreu em outro acidente aéreo

Rogério Quattrucci também era piloto comercial de helicóptero e morreu em acidente parecido em 1998 após colidir com morro em Santana de Parnaíba

Rogério Quattrucci faleceu em 1998, em acidente no Morro de Aldeia da Serra

Rogério Quattrucci faleceu em 1998, em acidente no Morro de Aldeia da Serra

Reprodução/Facebook

O acidente que vitimou três pessoas, entre elas o jornalista Ricardo Boechat, marcou uma infeliz coincidência.

Há 21 anos, o piloto Rogério Quattrucci faleceu em uma situação parecida com a de Ronaldo, seu irmão, que transportava Boechat de Campinas a São Paulo.

Rogério pilotava um helicóptero e faleceu ao colidir com um morro em Santa do Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo. Os irmãos  Ricardo Marques da Cruz e Leonardo Marques da Cruz estavam na aeronave e também foram a óbito.

Colega de profissão e amigo de Rogério, o Comandante Hamilton, da Record TV, contou sobre o ocorrido com o irmão de Ronaldo.

Veja também: Em seu último programa, Boechat criticou impunidade em tragédias

"Foi em 1998. Ele se chamava Rogério Quatrucci. Estava no helicóptero, voou e se chocou no Morro de Aldeia da Serra", diz Hamilton, que explica: "Estava de noite, com visibilidade ruim. Ele (Rogério) bateu no morro sem enxergá-lo".

Leia mais: Irmão de piloto de Boechat morreu em queda de helicóptero há 21 anos

Saiba mais sobre Ronaldo Quattrucci

Ronaldo se tornou piloto em 1999, um ano após morte de seu irmão

Ronaldo se tornou piloto em 1999, um ano após morte de seu irmão

Reprodução/Facebook

Piloto responsável pelo voo que transportava Boechat, Ronaldo Quattrucci tinha 20 anos de experiência na função — tirou o brevê (documento que permite ao seu titular pilotar aeronaves) em 1999, um ano após a morte de seu irmão, Rogério.

Casado, ele era o dono da empresa RQ Helicópteros, com uma frota de três helicópteros.

Últimas