São Paulo Jovem é assassinado na Grande SP e namorado suspeita de homofobia

Jovem é assassinado na Grande SP e namorado suspeita de homofobia

Gabriel Carvalho Garcia, de 22 anos, foi assassinato a tiros em uma barbearia de Embu das Artes, na terça-feira (22). Suspeito fugiu

  • São Paulo | Cesar Sacheto, do R7, com informações da Agência Record

Gabriel, de 22 anos, foi morto a tiros em uma barbearia de Embu das Artes (SP)

Gabriel, de 22 anos, foi morto a tiros em uma barbearia de Embu das Artes (SP)

Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil de Embu das Artes, na Grande São Paulo, investiga o assassinato de Gabriel Carvalho Garcia, de 22 anos, morto a tiros, no início da noite da última terça-feira (22), em uma barbearia localizada na rua Gaurama, no bairro Pirajussara.

De acordo com o B.O. (Boletim de Ocorrência) registrado na delegacia de polícia da cidade como homicídio simples, o jovem cortava o cabelo no estabelecimento quando um homem apontou uma arma na direção da nuca da vítima e efetuou três disparos. O suspeito, que encobriu o rosto com máscara e touca, fugiu do local.

Nas redes sociais, o namorado da vítima, Bruno Henrique, disse que a relação do casal tinha cerca de três anos. Ambos moravam juntos, mas, em razão das dificuldades financeiras após o início da pandemia da covid-19, tinham voltado a ficar na casa dos pais.

O jovem acredita que o companheiro tenha sido vítima de homofobia. "Mataram ele pelo o que ele é, por ele ser feliz, por ele amar, uma pessoa de coração puro, que não tinha maldade com ninguém, sempre estendia a mão para ajudar o próximo", disse Bruno Henrique.

O advogado Ariel de Castro Alves, especialista em direitos humanos e segurança pública pela PUC-SP, revelou que a motivação do crime ainda é investigada pela Polícia Civil, mas suspeita que Gabriel tenha sido vítima de um ataque planejado. "Foi uma execução".

O que diz a SSP-SP

Em nota, a SSP-SP (Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo), confirmou que o caso foi registrado, na última terça-feira (22), como homicídio pela Delegacia de Embu das Artes.

Segundo a pasta, as investigações foram encaminhadas ao 1º DP do município, que instaurou inquérito policial, e que as diligências estão em andamento visando à elucidação de todas as circunstâncias relativas aos fatos.

Últimas