Jovem é solto após ser preso injustamente em posto de São Paulo

Kauê e outros dois amigos que foram mortos, Bruno Nascimento de Souza e Rodinei Alves, foram confundidos com supostos assaltantes 

Jovem é solto após ser preso injustamente em posto de São Paulo

Jovem é solto após ser preso injustamente em posto de São Paulo

Reprodução/Record TV

Kauê Oliveira Francisco, de 21 anos, que foi preso injustamente após uma tentativa de assalto seguida por uma troca de tiros em um posto de gasolina, na região metropolitana de São Paulo, foi solto na noite da quarta-feira (16). As informações são da Record TV

Leia também: Suspeitos invadem sistema que mostra deslocamento da PM em SP

Kauê e outros dois amigos que foram mortos, Bruno Nascimento de Souza e Rodinei Alves, foram confundidos com supostos assaltantes por dois GCMs que haviam acabado de ser assaltados. O grupo voltava de Aparecida para são Paulo quando parou para abastecer. As imagens capturadas pelas câmeras de segurança do posto foram fundamentais para mostrar o engano. 

O rapaz deixou a prisão beneficiado por um habeas corpus. Com a mão enfaixada e com vários machucados na cabeça por causa das agressões sofridas, ele se emocionou ao relembrar do que aconteceu.

Leia também: Corpo de homem é encontrado na praça da Sé no centro de SP

Ao sair do carro para pedir ajuda, Kauê foi agredido e imobilizado por um dos homens. "Ele disse que eu tava envolvido no assalto e eu falei só tem sorvete e água no carro, eles começaram a me bater mais me chamando de ladrão", contou.

Além dos ocupantes do veículo, a namorada de um dos policiais e um dos assaltantes também morreram no local. "Eu falei não olha pra trás senão eles vão atira até em nóis. Foi dito e feito, esperou a melhor hora e atirou um monte de vezes no nosso carro."

Os três amigos trabalhavam com carteira assinada e faziam bicos em eventos como shows e jogos de futebol. Em vídeo o motorista conta que o carro estava abastecido de água e sorvete para eles venderem em um evento em Aparecida.