São Paulo Justiça decreta prisão de homem que estuprou mãe e filha em SP

Justiça decreta prisão de homem que estuprou mãe e filha em SP

Vítimas foram abordadas em rua do Cambuci e levadas para um imóvel em reforma. Além do abuso, elas foram agredidas

  • São Paulo | Letícia Assis e Edilson Muniz, da Agência Record

Homem fugiu, mas foi preso pela polícia dois dias após o crime

Homem fugiu, mas foi preso pela polícia dois dias após o crime

Divulgação / Polícia

A Justiça decretou a prisão temporária do homem acusado de estuprar mãe e filha no Cambuci, na região central de São Paulo. O suspeito foi detido nesta quinta-feira (2), após investigações da Polícia Civil.

O crime ocorreu na terça-feira (31). A mãe e a filha, de apenas 9 anos, foram estupradas e agredidas e registraram boletim de ocorrência na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) após serem atacadas.

Segundo o depoimento da vítima, ela e a criança passavam pela rua Oscar Horta quando foram abordadas por um homem.

O criminoso levou as duas para um endereço próximo, onde havia uma casa em reforma. No local, ele as estuprou e agrediu fisicamente. Tudo ocorreu em uma área aberta, com um banheiro no último andar. Segundo a polícia, no local havia sangue, esperma e fios de cabelo.

A vítima ainda contou que o criminoso as ameaçava de morte constantemente e demonstrou agressividade durante o estupro. No banheiro, mãe e filha foram obrigadas a tirar a roupa. Por não conseguir consumar o ato, o homem ficou ainda mais agressivo. 

A mulher afirmou aos policiais que a filha foi quem mais sofreu violência física e sexual por parte do criminoso. Durante o ato, ele tampou a boca da criança, que chorava muito. 

A mãe deu um soco nas partes íntimas do agressor na tentativa de conseguir fugir do local. Sem sucesso, o acusado reagiu e a agrediu com fortes tapas no rosto.

Após o abuso, o criminoso saiu do local e deixou as vítimas. Pouco tempo depois, um outro homem entrou e perguntou o que havia acontecido, momento em que a mãe relatou o ocorrido e recebeu auxílio.

Com as características do homem, a Polícia Civil conseguiu chegar na identidade do acusado e também na prisão.

Últimas