São Paulo 'Me sentindo justa pelo meu filho', diz mãe de criança morta pelo pai

'Me sentindo justa pelo meu filho', diz mãe de criança morta pelo pai

Menino de 11 anos teria sido enforcado e morto pelo pai, que tentou emplacar versão de suicídio. Mãe nunca acreditou

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Depois de meses de angústia e suspeita, a mãe da criança que teria sido enforcada e atirada pelo próprio pai do 11º andar de um prédio em São Paulo finalmente viu seu ex-namorado atrás das grades. "Só o meu filho e e ele sabiam da verdade. Mas porém, tinha a justiça da pericía ainda, que não tinha sido feita. Então estou me sentindo honrada e justa pelo meu filho", relatou à Record TV Raquel de Sousa. 

O crime ocorreu em junho deste ano, depois que Raquel deixou seu filho junto com o pai, Celestine Anyaso. Raquel lembra que pressentiu no dia que algo grave teria ocorrido e que sentiu um aperto no coração pouco antes de receber a ligação sobre a morte do filho.

Celestine foi detido e ouvido pelas autoridades e contou que a morte aconteceu depois que ouviu um barulho no quarto do apartamento. Quando entrou no cômodo, Hamilton estava sentado na janela, já com as pernas do lado de fora do prédio. O filho então teria pedido desculpas e se jogado.

A versão nunca convenceu Raquel. "Não estava [acreditando]. Mãe não se engana. Depois que eu enterrei meu filho, eu falei para ele [Celestine] que eu ia buscar justiça, não demorasse o tempo que fosse, mas que eu ia ver ele atrás das grades", disse.

Após o crime, o apartamento passou por perícia e a criança por exames necroscópicos. Depois de um mês, o resultado do laudo apontou vestígios de sangue no interior do apartamento. Além disso, revelou que a criança morreu por asfixia mecânica antes da queda.

Celestine fugiu ao ser considerado o principal suspeito de ter assassinado o filho e teve a prisão decretada. Indignada, Raquel passou a procurar pelo culpado por conta própria e o achou nesta quinta-feira (16), no centro de São Paulo. Ela chamou a polícia e o nigeriano finalmente foi preso.

Hamilton tinha 10 anos e estava se reaproximando do pai

Hamilton tinha 10 anos e estava se reaproximando do pai

Reprodução/Record TV - 14.09.2021

Últimas