São Paulo Mulher fica paraplégica após assalto forjado por ex-companheiro

Mulher fica paraplégica após assalto forjado por ex-companheiro

Homem não aceitava término da relação e pagou R$ 18 mil para a simulação do roubo. Vítima seria morta no dia do aniversário do filho

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Uma mulher ficou paraplégica após ser baleada durante um assalto forjado pelo seu ex-marido em Iguape, no litoral de São Paulo. Segundo a vítima, Andrews Martiniano não aceitava o fim do relacionamento de cinco anos e teria pagado cerca de R$ 18 mil a dois comparsas para fazer a simulação e matar a mulher.

Leia também: Mechas de cabelo para crianças com câncer são devolvidas após roubo

A vítima, balconista de uma farmácia, estava prestes a fechar o estabelecimento, quando os suspeitos anunciaram o crime. Um funcionário, colega da vítima, foi levado para os fundos da loja, enquanto a balconista teve uma arma apontada para sua cabeça a todo o momento. Após atirarem na mulher, os suspeitos fugiram.

Vítima seria morta no dia do aniversário do filho

Vítima seria morta no dia do aniversário do filho

Reprodução/Record TV

Uma viatura da polícia que passava no momento perseguiu a dupla e, durante troca de tiros, um dos homens foi baleado e não resistiu aos ferimentos.

O outro suspeito foi levado à delegacia, onde foi interrogado.  Segundo a polícia, o homem confessou que o assalto se tratava de uma encenação  e que o verdadeiro alvo seria a balconista.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito ainda disse que o crime foi encomendado pelo ex-companheiro. Ele foi pago antes do crime e receberia uma segunda parte após a conclusão.

O mandante do crime foi preso e também confessou à polícia. Segundo ele, o objetivo não era apenas ferir a vítima, mas tirar a vida dela. “Eles erraram”, disse. A vítima seria morta no mesmo dia do aniversário de seu filho, 16 de outubro.

Últimas