São Paulo Olavo de Carvalho volta a ser internado em São Paulo

Olavo de Carvalho volta a ser internado em São Paulo

Escritor é cardiopata e, desde julho, já foi submetido a diversos tratamentos, uma cirurgia na bexiga e um cateterismo

Agência Estado
O escritor Olavo de Carvalho

O escritor Olavo de Carvalho

Joshua Roberts/Reuters - 16.3.2019

O escritor Olavo de Carvalho, de 74 anos, voltou a ser internado no Incor (Instituto do Coração), em São Paulo. É a terceira internação do influenciador bolsonarista em pouco mais de um mês. Ele é cardiopata e, desde julho, já foi submetido a diversos tratamentos, uma cirurgia na bexiga e um cateterismo de emergência.

Segundo boletim médico divulgado na noite deste sábado (14), Olavo foi internado com quadro de insuficiência cardíaca e renal aguda e infecção sistêmica. Ele ainda está internado e tem quadro clínico estável. A supervisão do tratamento é feita pelo cardiologista José Antonio Franchini Ramires.

Nas redes sociais, os irmãos Abraham e Arthur Weintraub - ex-ministro da Educação e ex-assessor especial da Presidência, respectivamente - publicaram mensagens de apoio ao escritor. "Nossas orações para que o Prof. Olavo se recupere rapidamente", escreveu Abraham.

O atendimento no InCor é alvo de um inquérito civil da Promotoria de Justiça de Direitos Humanos do Ministério Público de São Paulo, que apura se houve algum tipo de irregularidade na entrada do escritor no instituto. Segundo o documento, um paciente só deveria ser encaminhado ao hospital sem passar pela central de regulação de leitos em caso de emergência. Em casos não urgentes, o caminho natural seria o encaminhamento por parte de uma Unidade Básica de Saúde da capital.

Em uma de suas páginas em redes sociais, Olavo chegou a agradecer a equipe do InCor. "Ainda estou em tratamento, mas não posso adiar mais o agradecimento que devo aos médicos do InCor e à sua equipe de enfermagem, campeã de eficiência e gentileza", disse, em 31 de julho.

Conhecido por suas falas polêmicas, Olavo é uma das principais figuras ideológicas do bolsonarismo. Ele é autor dos livros "O Imbecil Coletivo" e "O Mínimo que Você Precisa Saber para Não Ser um Idiota", publicados pela editora Record, que anunciou no final de julho que não renovaria o contrato com ele.

Últimas