São Paulo PM que atirou contra namorada avisou em mensagem que 'faria besteira'

PM que atirou contra namorada avisou em mensagem que 'faria besteira'

Crime ocorreu em carro em São Mateus, na zona leste de SP. Mortes chocaram os colegas de trabalho do 38º Batalhão da PM 

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

PM atirou contra namorada, também policial, e depois tirou a própria vida na zona leste de SP

PM atirou contra namorada, também policial, e depois tirou a própria vida na zona leste de SP

Reprodução / Record TV

O policial militar que atirou contra a companheira, também policial, teria mandado uma mensagem para uma colega de farda dizendo que "faria uma besteira". Na noite da quarta-feira (13), ele atirou nela e depois cometeu suicídio na rua Joaquim Gouveia Franco, em São Mateus, na zona leste de São Paulo.

Horas antes de se encontrar com a ex-namorada, Jéssica, o soldado Rafael, de 32 anos, enviou a mensagem a uma colega de farda. No texto, ele avisou que "faria uma besteira." A pessoa que recebeu a mensagem ligou de volta para o soldado, que não atendeu.

Momentos depois, já ao lado da ex-namorada, o PM mandou uma mensagem mais direta, dizendo que atiraria na ex-namorada. Ele disparou na cabeça da companheira e depois tirou a própria vida.

O soldado não aceitava o fim do relacionamento. O casal chegou a morar junto, mas as brigas eram constantes. Jéssica decidiu sair do imóvel e dar um tempo no namoro. Na noite em que foi morta, ela tinha sido chamada para conversar com o ex-companheiro. Segundo a Polícia Militar, duas pessoas foram encontradas no local com ferimentos na cabeça. 

Últimas