São Paulo Polícia confirma morte de 3º envolvido em assalto de Viracopos

Polícia confirma morte de 3º envolvido em assalto de Viracopos

Homem ainda não identificado mantinha mulher e bebê reféns após participar de assalto no terminal de cargas do aeroporto, em Campinas

Mulher e bebê foram resgatados após ser mantidos reféns por assaltante

Mulher e bebê foram resgatados após ser mantidos reféns por assaltante

Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de São Paulo confirmou a morte do terceiro suspeito envolvido no assalto à transportadora Brinks, no aeroporto de Viracopos, em Campinas, ocorrido na manhã desta quinta-feira (17).  O homem, que invadiu uma residência para fugir do cerco policial, mantinha uma mulher e um bebê como reféns no bairro Campina Verde. Outros dois suspeitos foram mortos antes de entrar na casa da mesma família.

Leia também: Mulher e bebê reféns em assalto de Viracopos são libertados

Segundo o delegado seccional de Campinas, Aldo Galiano Junior, a Polícia Militar conseguiu resgatar as pessoas que eram mantidas sob a mira de uma arma e o suspeito foi morto durante a ação. A criança saiu da casa nos braços de uma policial. A mãe foi retirada da casa em uma maca e socorrida em uma unidade móvel de atendimento.

Os suspeitos haviam telefonado para o número 190 da Polícia Militar, dito que tinham uma família como refém, incluindo uma bebê, e pedido a presença da imprensa para negociar a saída do grupo em segurança.

Veja também: Casa de Papel de Viracopos: ação copiou tentativa de roubo no ES

Ainda de acordo com o seccional de Campinas, Aldo Galiano Junior, o caminhão da transportadora e parte do dinheiro levado da empresa foram recuperados, além de uma metralhadora calibre .50. Após o fim da ação, o caso foi entregue à Polícia Federal.

Segundo um balanço parcial das autoridades, feito no período da tarde, três viaturas da Guarda Civil e uma da Polícia Militar foram alvejadas, um oficial baleado na perna e cerca de 12 suspeitos haviam sido cercados na casa com os reféns — três deles foram mortos.

A ação em Viracopos

Mais cedo, por volta de 10h30, o grupo criminoso havia assaltado um carro-forte de uma transportadora de valores, no Terminal de Cargas. Durante a ação, foram utilizadas metralhadora .50 e fuzil, além de veículo adaptado.

A assessoria de imprensa do aeroporto informou que o espaço foi interditado para pousos e decologens, das 10h às 10h20, e todos os passageiros passaram por revista por medida de segurança. Houve tiroteio e duas pessoas que teriam participado do assalto foram mortas após a ação.

Veja fotos do assalto violento no aeroporto de Viracopos (SP):