São Paulo Polícia identifica suspeito de matar morador de rua em Santo André (SP)

Polícia identifica suspeito de matar morador de rua em Santo André (SP)

Atirador que matou o catador de recicláveis Sebastião Lopes dos Santos, de 40 anos, é empresário e coleciona armas. Polícia faz buscas para prendê-lo 

Execução

Polícia Civil de Santo André, na Grande SP, procura assassino de morador de rua

Polícia Civil de Santo André, na Grande SP, procura assassino de morador de rua

Reprodução/Record TV

A Polícia Civil de Santo André, na Grande São Paulo, identificou o suspeito de matar a tiros o catador de recicláveis Sebastião Lopes dos Santos, de 40 anos, no dia 11 de maio, no centro da cidade.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do R7, o atirador é um empresário e colecionador de armas. O suspeito tem um mandado de prisão temporária contra si expedido pela Justiça. Policiais do setor de homicídios da Delegacia Seccional do município do ABC encontraram armas em uma busca realizada na casa do suspeito.

Leia também: Homem em situação de rua é morto a pedradas na zona oeste de SP

As equipes do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) estão nas ruas nesta terça-feira (21) e realizam diligências em vários endereços na tentativa de localizar os suspeitos. O motorista do veículo, uma Mercedes-Benz, ainda não foi identificado.

O crime

Sebastião foi atacado por um homem que havia descido de um carro de luxo. O motorista, que também foi identificado, permaneceu no veículo, à espera do atirador. Logo após os disparos, ambos fugiram. A ação foi registrada por câmeras de segurança da rua onde o crime ocorreu.

Moradores que ouviram os disparos — foram pelo menos seis, segundo relatos — telefonaram para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas o catador morreu antes mesmo do socorro chegar.

Sebastião vivia com uma companheira em uma residência desocupada na rua Visconde de Mauá, região central de Santo André. Ele era descrito por vizinhos do imóvel como uma pessoa tranquila e também realizava pequenas obras. Os vizinhos descrevem o casal como tranquilo.

Você tem alguma denúncia? Envie um e-mail para denuncia@r7.com