Polícia prende suspeito de liderar ataques a banco em Botucatu (SP)

Em julho, cidade do interior de São Paulo foi alvo de uma ação coordenada de criminosos, que assaltaram agências e espalharam o terror

Grandão foi preso dentro de hospital na av. Paulista

Grandão foi preso dentro de hospital na av. Paulista

Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, na noite desta sexta-feira (30), Carlos William Marques de Jesus, conhecido ocmo "Grandão", um dos suspeitos de liderar o ataque a agências bancárias em Botucatu, em julho deste ano.

A prisão de Grandão foi feita por agentes do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos).

Confira  vídeo do momento da prisão:

O suspeito estava foragido desde as explosões de caixas eletrônicos da cidade, em julho deste ano, quando um grupo levou terror à cidade durante a madrugada.

Ele foi capturado nesta sexta após agentes receberem informações de que um baleado havia dado entrada em um hospital na região da avenida Paulista. O suspeito estava na unidade para realizar a retirada de fragmentos de projéteis alojados no corpo.

Durante a abordagem, Carlos William Marques de Jesus tentou fugir sem roupa e, já sob efeito da sedação para a realização do procedimento cirúrgico, foi contido e preso pelos policiais.

Leia também: Fogo, bloqueios e ataques: assalto a banco choca moradores de Botucatu

Grandão apresentou documentos falsos para realizar a cirurgia e negou aos policiais que estivesse sendo procurado. Ele foi conduzido Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), onde foi cumprida a ordem de prisão que tinha sido expedido pela Justiça de Botucatu.

Após o cumprimento, Grandão foi levado ao IML Central (Instituto Médico Legal), onde passou por exame de corpo de delito. Depois, seguiu para DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Botucatu.

Carlos William Marques de Jesus é o nono suspeito detido após o ataque na cidade do interior paulista, na madrugada do dia 30 de julho.

Assista a todos os vídeo sobre o ataque em Botucatu: