São Paulo Polícia prende "tesoureiro do PCC" responsável pela Cracolândia

Polícia prende "tesoureiro do PCC" responsável pela Cracolândia

Traficante conhecido como Deco era dono de hotel e bares na região central de SP e fazia a gestão do tráfico, segundo a polícia

  • São Paulo | Do R7, com informações do Cidade Alerta, da Record TV

Deco, traficante preso na região da Cracolândia

Deco, traficante preso na região da Cracolândia

Reprodução/Record TV

Adilson Gomes da Silva, criminoso considerado o “gestor” da Cracolândia, foi preso pela polícia de São Paulo na terça-feira (28). Ele atuava como uma espécie de tesoureiro da facção criminosa PCC no comando do tráfico na região central de São Paulo, que movimentaria R$ 200 milhões anuais, segundo a Polícia Civil. 

Conhecido como Deco, o traficante tem diversas passagens pela polícia e comandaria o tráfico nessa parte do centro de São Paulo há 20 anos. Na operação que culminou com sua detenção, também foi presa a mulher do traficante, que seria sua parceira no crime. Drogas e carros de luxo também foram apreendidos.

“Ele não se apresentava jamais no fluxo, mas era o gestor e também a maior autoridade financeira dessa organização ligada a uma facção criminosa que atuava ali no fluxo da Cracolândia”, afirma o delegado Roberto Monteiro, da Seccional Centro.

Deco tinha hotel e estacionamento na avenida Rio Branco, diante da praça Princesa Isabel, antigo reduto da Cracolândia. Possuía ainda três bares na região e morava em um apartamento próximo. 

“A captura dele exigiu muito empenho da polícia de SP”, afirmou Roberto Monteiro. Ele já era monitorado havia algumas semanas com o uso de drones. A detenção foi comemorada pela polícia.

Últimas