São Paulo Policiais suspeitos de tentar extorquir jovem são presos em SP

Policiais suspeitos de tentar extorquir jovem são presos em SP

Adolescente está desaparecido há mais de dois meses. Segundo investigações, além de ser extorquido, jovem foi obrigado a delatar traficantes

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Jovem está há mais de dois meses desaparecido

Jovem está há mais de dois meses desaparecido

Reprodução/Record TV

Os policiais civis Flávio César d'Ávila e Emerson Roberto de Mello Sinibaldi foram presos sob suspeita de tentaram extorquir o jovem Thales Barreto de Santana, de 17 anos, que está desaparecido, junto com um amigo, há mais de dois meses.

De acordo com as investigações, para não prender o adolescentes, os policiais cobraram ilegalmente R$ 2 mil para liberarem após supostamente encontrarem drogas no interior da mochila dele, no dia 18 de agosto de 2020.

A Corregedoria da Polícia Civil usou áudios recuperados do telefone da vítima que comprovaram a tentativa de extorsão. Os policiais foram indiciados por corrupção passiva, e permanecem presos no Presídio Especial da Polícia Civil, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Um dia após a cobrança do valor, Thales saiu para encontrar um amigo no portão de casa e, depois disso, os dois desaparecerem.

A família segue sem informação de Thales e o amigo, e a Polícia Civil investiga o possível envolvimento de facção criminosa no desaparecimento. Isso porque, segundo as apurações do DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa), os policiais teriam obrigado o jovem a fazer um vídeo falando nome de supostos traficantes da região.

Os criminosos teriam descoberto que foram delatados pelo rapaz, e teriam ordenado que ele não entregasse o dinheiro do suborno aos policiais civis. Depois disso, o jovem teria sido chamado pelos traficantes para dar explicação sobre o vídeo. A suspeita é que Thales pode ter sido julgado no que a polícia chama de tribunal do crime.

Últimas