São Paulo Preso por sequestrar motoristas de app exigia pagamento por PIX

Preso por sequestrar motoristas de app exigia pagamento por PIX

Na delegacia, suspeito foi reconhecido por mais uma vítima, abandonada em rua sem saída e baleada na perna; veja vídeo

  • São Paulo

Um homem foi detido após sequestrar e roubar um motorista de aplicativo na zona sul de São Paulo, por volta de 19h da terça-feira (24). Na delegacia outra vítima, baleada na perna durante um assalto no último fim de semana, reconheceu o homem como autor do crime.

Após mais uma ação na terça-feira, a polícia conseguiu prender o homem que vinha roubando motoristas de aplicativos e exigindo que eles fizessem transferências bancárias por meio de PIX.

Durante a corrida, o motorista não sabia que se tratava de um criminoso. No trajeto, o homem deu um golpe no pescoço do motorista e anunciou o assalto.

Ele pegou o celular da vítima e começou a realizar transferências bancárias, que segundo a vítima podem chegar a R$ 4 mil. Durante a ação o homem foi violento e chegou a falar que em outros assaltos atirou na perna do motorista. O suspeito chegou a mostrar o carregador da pistola usada no dia do crime em que feriu outro motorista.

Na delegacia, suspeito de sequestro foi reconhecido por mais vítimas

Na delegacia, suspeito de sequestro foi reconhecido por mais vítimas

Reprodução Google Street View

Uma equipe da Polícia Militar que passava pelo local desconfiou da atitude do suspeito no veículo e decidiu abordá-lo. Ele tentou escapar, mas foi detido em flagrante. Na tentativa de fuga ele esqueceu o carregador da pistola no carro.

Outros crimes

Na delegacia, o suspeito foi reconhecido por mais um motorista atacado no último fim de semana. O profissional foi chamado para uma corrida para pegar um casal na região do Metrô Santa Cruz. Durante o trajeto, a mulher desceu do carro e o homem permaneceu no veículo.

Após alguns quilômetros, outro homem entrou no carro e os dois anunciaram o assalto. A vítima foi colocado no banco de trás do automóvel e teve as mãos amarradas.

Os suspeitos exigiam que ele realizasse transferências via PIX, mas como estava nervoso, acabou esquecendo as senhas dos aplicativos do banco. Eles começaram a pedir que ele ligasse para conhecidos para que fizessem as transações bancárias. Um desses amigos acabou transferindo R$ 2.500.

Após horas de sequestro, a vítima foi deixada em uma rua sem saída. Na hora que ele foi lançado para fora do veículo, um dos homens, preso hoje, atirou em sua perna. Pouco tempo depois, a dupla abandonou o carro nas proximidades de onde abandonaram a vítima.

O caso foi registrado no 26° DP, onde o homem permaneceu detido à disposição da justiça.

Últimas