Primeira sessão de quimioterapia de Bruno Covas dura 30 horas

Primeira etapa do procedimento se encerrou nesta quarta-feira (30) por volta das 15 horas. Primeiro passará por mais duas etapas no intervalo de 15 dias

Bruno Covas recebe secretários em hospital para fazer despachos

Bruno Covas recebe secretários em hospital para fazer despachos

Reprodução/Instagram

A primeira sessão de quimioterapia que o prefeito Bruno Covas foi submetido teve 30 horas de duração e se encerrou por volta das 15 horas desta quarta-feira (30) no hospital Sírio-Libanês, na zona sul de São Paulo. 

Leia mais: Mário Covas Neto sobre prefeito: "Não sente nenhum tipo de dor"

De acordo com o boletim médico divulgado no final da tarde desta quarta-feira, a sessão foi encerrada sem complicações. O prefeito continua internado no hospital para receber tratamento contra a tromboembolia pulmonar. 

Covas iniciou o tratamento na terça-feira (29) e iniciou a primeira sessão de quimioterapia por volta das 8h. O prefeito está sendo acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo infetologista David Uip, Roberto Kalil Filho, entre outros. 

Despachos

Na tarde desta terça-feira (29), Covas publicou nas redes sociais uma foto em que aparece trabalhando em reunião com seus secretários enquanto passa pela primeira sessão de quimioterapia no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Leia mais: Covas posta foto despachando de hospital durante quimioterapia

No post no Instagram, o prefeito afirmou que a digitalização dos trabalhos na prefeitura facilita os trabalhos fora do gabinete.

"Durante a primeira sessão de quimioterapia aproveitei o tempo para despachar com o Sec de Governo, o Sec da Fazenda, o Sec de Comunicação e meu Chefe de Gabinete. Como já tínhamos implementado o processo digital no Gabinete, tudo é assinado eletronicamente num tablet. Inclusive o PL que enviei hoje para Camara Municipal autorizar um empréstimo de R$ 1,2 bi para investimentos em mobilidade, habitação, drenagem e sustentabilidade", disse.

Tratamento

Bruno Covas deu entrada no Hospital Sírio-Libanês no dia 23 para o tratamento de uma erisipela, que é uma infecção na pele. No dia 25, foi diagnosticado trombose venosa das veias fibulares. Exames mostraram um tromboembolismo pulmonar e foi realizado um pet scan. Este exame evidenciou o câncer. No domingo (27), o prefeito passou por uma laparoscopia diagnóstica.

Leia mais: Diagnosticado com câncer, Bruno Covas grava vídeo ao lado de filho

Os exames mostraram que Covas tem um tumor maligno entre o esôfago e o estômago, com duas lesões: uma no fígado e outra nos linfonodos. O prefeito será submetido a três sessões de quimioterapia. Ao final será novamente reavaliado pela equipe médica.

De acordo com o hospital, a erisipela e a trombose já estão em remissão, mas o prefeito permanece internado para controle do tromboembolismo pulmonar. Os médicos decidiram aproveitar esse período para dar início à primeira sessão de quimioterapia.