Quase metade das mulheres sofre assédio no Carnaval, diz pesquisa

Entre as mulheres de 16 a 24 anos, esse resultado é ainda mais significativo: 61%. Foram realizadas 2.000 entrevistas com maiores de 16 anos

Quase metade das mulheres sofre assédio no Carnaval, diz pesquisa

Pesquisa foi realizada de 31 de janeiro a 6 de fevereiro

Pesquisa foi realizada de 31 de janeiro a 6 de fevereiro

HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO CONTEÚDO

De acordo com pesquisa feita pelo IBOPE, 48% das mulheres já declararam ter sofrido algum tipo de assédio, constrangimento ou importunação sexual em festas de Carnaval. Dentre as mulheres de 16 a 24 anos, esse resultado é ainda mais significativo: 61%.

A pesquisa foi realizada de 31 de janeiro a 6 de fevereiro, por meio de questionário online. Foram realizadas 2.000 entrevistas com mulheres e homens maiores de 16 anos, das classes ABC. A pesquisa é representativa da população de internautas e apresenta erro de 2 pontos percentuais, considerando nível de confiança de 95%.

Leia também: Bloco da Cracolândia é vetado pela PM, mas promete sair no Carnaval

Dentre as mulheres que declaram já ter passado por algum tipo de assédio, 50% afirmam que o constrangimento foi verbal, cerca de 22% relatam que o constrangimento foi físico e outras 28% que as situações sofridas foram tanto verbais quanto físicas.

Segundo a pesquisa, comportamentos machistas estão presentes na festa popular. Para 29% dos homens, uma mulher que usa roupas ou fantasias curtas não pode reclamar se receber uma cantada, afirmação com a qual 20% das mulheres também concordam.

Leia também: Blocos de periferia disputam espaço no maior Carnaval de rua de SP

Cerca de um em cada cinco homens (18%) concorda que roubar um beijo em uma festa faz parte da paquera, 15% acreditam que é um elogio chamar uma mulher desconhecida de "gostosa" em uma festa e 9% consideram que segurar pelo braço ou cabelo é um jeito comum e aceitável de um homem abordar uma mulher em uma festa.

Ainda de acordo com a pesquisa, mais da metade dos internautas brasileiros já presenciou situações de constrangimento sexual em alguma festa de Carnaval, conforme declaram 55% dos internautas. Dessas situações, 44% foram agressões verbais, 18% foram físicas e 38% foram tanto verbais quanto físicas.