Receita faz operação de combate à venda de calçados falsificados em SP

Expectativa da operação Pseudópodes 5 é apreender cerca de R$ 20 milhões em mercadorias. Responsáveis podem responder por contrabando

Expectativa da operação é apreender cerca de R$ 20 milhões em mercadorias

Expectativa da operação é apreender cerca de R$ 20 milhões em mercadorias

Divulgação / Receita Federal

A Receita Federal, com o apoio da Prefeitura de São Paulo, iniciou uma ação em um shopping popular da capital paulista nesta terça-feira (18). Esta é a quinta fase da operação Pseudópodes contra a venda de calçados falsificados de origem estrangeira na região do Brás, no centro.

Estima-se a apreensão de mais de 250 mil pares de calçados, com valor de mercado aproximado de R$ 20 milhões.

Leia mais: Spray usado contra trabalhadores em obra veio dos EUA, diz polícia

Segundo a Receita, a prática lesa comerciantes, importadores e produtores brasileiros que atuam na legalidade, reduz empregos formais, além de sonegar tributos que deixam de ser recolhidos aos cofres públicos.

A ação deve durar de três a quatro dias, tempo necessário para remover a grande quantidade de produtos piratas. Além da apreensão das mercadorias, os responsáveis poderão responder pelo crime de contrabando.

Veja também: PRF apreende quase R$1 milhão em fundo falso de carro de luxo

O nome da operação é uma referência ao termo grego que significa pés falsos.