São Paulo Reintegração de posse em Osasco (SP) é marcada por tensão

Reintegração de posse em Osasco (SP) é marcada por tensão

Sete casas de alvenaria são destruídas com ordem judicial, mas moradores protestam e alegam que foram despejados como "cachorros"

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record e Record TV

Sete casas serão demolidas em reintegração de posse em terreno de Osasco

Sete casas serão demolidas em reintegração de posse em terreno de Osasco

Reprodução / Record TV

A polícia acompanha uma reitegração de posse de um terreno público na rua Doutor Armando Anjo Correa, número 100, em Osasco, na Grande São Paulo. A ação, que teve início por volta de 5h30 desta quarta-feira (9), é marcada por tensão.

À Record TV, um morador afirmou que eles estão sendo despejados como "cachorros e isso não se faz".

Leia mais: Moradores do centro de SP temem novos arrastões na Cracolândia

De acordo com informações da Guarda Civil Municipal de Osasco, equipes da corporação, do Baep e Força Tática acompanham a retirada de móveis e objetos dos moradores, que foram notificados anteriormente sobre a necessidade de deixar o local. Um oficial de justiça está no terreno, que pertence à prefeitura.

Ainda segundo a Guarda Civil Municipal de Osasco, sete residências de alvenaria que ocupam a área são demolidas. As construções beiram um córrego. Máquinas já trabalham na demolição. 

Veja também: Força Tática da PM aperta o cerco após arrastões

A Polícia Militar foi acionada para dar apoio operacional na retirada de moradores.

Os moradores vão receber da prefeitura um auxílio-moradia no valor de R$ 400 por mês.

Últimas