São Paulo Réu por estupro e homicídio de adolescente é condenado a 33 anos

Réu por estupro e homicídio de adolescente é condenado a 33 anos

Exame de DNA feito em 2019 havia identificado autor do crime em Mogi das Cruzes (SP), que já possuía outras condenações

Pâmela foi morta aos 14 anos de idade

Pâmela foi morta aos 14 anos de idade

Reprodução Record TV

Um homem que violentou sexualmente e matou uma adolescente de 14 anos em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, em junho de 2010, foi condenado nesta sexta-feira (27) a 33 anos de prisão – 21 pelo crime de homicídio qualificado e 12 pelo estupro contra uma menor de 18 anos.

Um exame de DNA feito em 2019 havia identificado Claudionor dos Santos por meio de uma comparação de material genético.

"Ela não vai mais voltar, mas a Justiça foi feita e ele vai pagar pelo que fez", disse à época Marli da Silva, mãe de Pâmela, a vítima.

Quando cometeu o crime, Claudionor, o então vizinho de Marli, havia fugido da penitenciária, onde cumpria pena por ter estuprado sua enteada. Além do ato cometido contra a adolescente em Mogi, o homem possui outras condenações por atentado violento ao pudor, estupro e roubo.

Últimas