São Paulo SP: queimada com etanol, mulher segue internada em estado grave

SP: queimada com etanol, mulher segue internada em estado grave

Ela teve 90% do corpo queimado e o filho de apenas 7 meses, 50%. Família de Osasco (SP) passa por dificuldades financeiras

  • São Paulo | Do R7

Geisa Stefanini, de 32 anos, permanece nesta segunda-feira (6) internada no Hospital Geral da Vila Penteado, na zona norte de São Paulo, em estado grave, segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde. Ela teve 90% do corpo queimado após cozinhar usando etanol.

O filho dela, Lucas Gabriel, de apenas 7 meses, foi levado para o Hospital das Clínicas com queimaduras em 50% do corpo. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Na tarde de quinta-feira (2), mãe e filho ficam gravemente feridos após uma explosão provocada por etanol na casa em que vivem em Osasco, na Grande São Paulo.

Queimados com etanol ao cozinhar, mulher e bebê permanecem internados em SP

Queimados com etanol ao cozinhar, mulher e bebê permanecem internados em SP

Reprodução Record TV

A mulher, que passa por dificuldades financeiras, não tinha dinheiro para o gás e resolveu comprar etanol em um posto de gasolina e improvisou um fogareiro.

Ela colocou o etanol em uma lata para esquentar a comida e o líquido entrou em combustão causando as queimaduras na mãe e na criança.

O pai do bebê está separado de Geisa há quatro meses e disse não saber das dificuldades financeiras da família.

Resgate

O Corpo de Bombeiros foi acionado para a rua David Jarawan, 135, no bairro Bussocaba, por volta das 16h30. Quatro viaturas foram deslocadas para o endereço.

A mãe foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, com apoio da médica do helicóptero Águia do Grupamento Aéreo da Polícia Militar. Ela foi encaminhada ao Hospital da Vila Penteado, que é referência no atendimento de vítimas de queimaduras.

Já o bebê foi levado para o Hospital das Clínicas, na zona oeste da capital, por uma unidade avançada do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Ainda de acordo com o major do Corpo de Bombeiros, Marcos Palumbo, acontecem muitos acidentes domésticos devido à manipulação do álcool dentro de residências, por exemplo, para cozinhar. O combustível é altamente inflamável e de rápida propagação.

Últimas