São Paulo Suspensão de Cury será votada em plenário na Alesp nesta quarta (31)

Suspensão de Cury será votada em plenário na Alesp nesta quarta (31)

Deputado é acusado de importunação sexual por tocar a mão na lateral do seio da deputada estadual Isa Penna (PSOL)

Deputada Isa Penna (PSol) repeliu o deputado Fernando Cury (Cidadania)

Deputada Isa Penna (PSol) repeliu o deputado Fernando Cury (Cidadania)

Reprodução/TV Alesp

A suspensão do deputado estadual Fernando Cury (Cidadania) vai a votação em plenário na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) às 10h desta quarta-feira (31), conforme anunciado pelo presidente da Casa, Carlão Pignatari (PSDB), após reunião de líderes.

Cury é acusado de importunação sexual por tocar a mão na lateral do seio da deputada estadual Isa Penna (PSOL). O episódio, que ocorreu durante sessão realizada em 16 de dezembro de 2020, foi flagrado por câmeras da TV Alesp.

O tema foi analisado pelo Conselho de Ética, que no dia 3 de março votou pela suspensão de Cury por 119 dias e pela manutenção dos trabalhos no gabinete. Após reunião de líderes, ocorrida nesta segunda-feira (29), a pena disciplinar será votada em plenário nesta quarta.

O relator do caso no Conselho de Ética, deputado estadual Emidio de Souza (PT), afirmou que o presidente da Alesp negou o direito de apresentação de emendas para uma punição maior de Cury. A Procuradoria da Casa publicou parecer, no Diário Oficial, em que afirma que o projeto de resolução não pode ser acrescido de emenda. Diante da situação, o petista e Isa acionarão, ainda nesta terça-feira (30), a Justiça – os parlamentares protocolarão mandado de segurança pela cassação do deputado.

Últimas