Tenente morre em treinamento ao levar tiro de submetralhadora 

De acordo com a polícia, Samuel Rodrigo Rosa foi atingido durante treinamento do Gate em uma escola desativada na zona norte de São Paulo

Um policial do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) morreu vítima de disparos acidentais de uma submetralhadora, durante um treinamento em uma escola desativada na rua Horto, no bairro Horto Florestal, na zona norte de São Paulo, por volta das 18h de terça-feira (1°).

De acordo com a polícia, equipes realizavam um treinamento quando um dos agentes escorregou e disparou acidentalmente sua arma ao entrar em um cômodo escuro. Após ouvirem gritos, os policiais acenderam as luzes e viram que um oficial havia sido atingido.

Samuel Rodrigo atuou durante 20 anos na corporação

Samuel Rodrigo atuou durante 20 anos na corporação

Reprodução/Record TV

O tenente Samuel Rodrigo Rosa foi atingido na região do ombro direito. Os agentes logo realizaram os primeiros socorros e a vítima foi encaminhada ao Hospital da Polícia Militar, no Tucuruvi, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a polícia, por se tratar de acidente militar, o caso não será registrado em um Distrito Policia. O local passará por perícia e o caso será investigado pela Polícia Judiciária Militar.

O corpo do tenente foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) e será enterrado no cemitério Araçá, na avenida Doutor Arnaldo, no bairro de Cerqueira César, na tarde desta quarta-feira (2).

Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do profissional, que atuou por 20 anos na corporação.