São Paulo Três homens são presos suspeitos em morte de policial civil em SP

Três homens são presos suspeitos em morte de policial civil em SP

Motorista que teria ajudado assassinos do policial Jorge Queirós fugir e outros dois membros da quadrilha foram detidos nesta quarta-feira (28), em Santos

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Jorge Queirós, investigador assassinado em São Paulo

Jorge Queirós, investigador assassinado em São Paulo

Reprodução/Record TV

A polícia prendeu nesta quarta-feira (28), em Santos, no litoral paulista, três suspeitos de participar da morte do investigador da Polícia Civil Jorge Queirós, de 58 anos.

Um dos presos é o possível responsável por dirigir o carro para que os assassinos fugissem do local. Os outros dois presos são amigos do motorista, e teriam roubado o interior de um carro horas antes do policial ser assassinado.

Queirós foi morto por dois homens, em frente a um restaurante da zona leste de São Paulo, no último domingo (25). Após possivelmente perceberem que a vítima era policial, atiraram. A dupla de criminosos segue foragida.

De acordo com as investigações, os dois fazem parte de uma quadrilha de assaltantes de carros, que é integrada por pelo menos cinco homens — os três presos nesta quarta-feira e os dois assassinos foragidos.

O crime foi registrado por uma câmera de segurança. Nas imagens, é possível ver o momento em que o investigador chega com o carro e sai para conversar com o dono do restaurante. Em seguida, aparecem dois homens, que atiram quando descobrem que Jorge é policial. Em seguida, eles saem correndo.

Últimas