São Paulo Virada Cultural altera operação de metrô, CPTM e ônibus em SP 

Virada Cultural altera operação de metrô, CPTM e ônibus em SP 

Prefeitura estima que cerca de 5 milhões de pessoas participarão do evento neste fim de semana. Policiamento será reforçado com quase 1.000 agentes

Virada Cultural

Cerca de 5 milhões de pessoas devem ir ao evento, segundo Prefeitura

Cerca de 5 milhões de pessoas devem ir ao evento, segundo Prefeitura

MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO CONTEÚDO

A Virada Cultural de 2019 ocorre neste fim de semana (18 e 19), no que será a maior edição do evento na história. Cerca de 20 mil atrações serão disponibilizadas ao público nos 366 palcos espalhados pela cidade. 

O transporte público será afetado pelo evento, que pode levar 5 milhões de pessoas às ruas. A Prefeitura anunciou mudanças no Metrô, CPTM e linhas de ônibus para a festa. Veja as mais importantes a seguir: 

Metrô e CPTM 

O Metrô e CPTM terão operação ininterrupta durante o fim de semanaAs linhas funcionam de 4h40, no sábado (18), até 1h da manhã do domingo. As linhas 15-Prata, 4-Amarela e 5-Lilás, operadas pelas concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade, respectivamente, também funcionarão de maneira ininterrupta.

Estas exceções funcionam no horário normal previsto: das 4h40 do sábado até 1h no domingo.

Na CPTM, as linhas vão operar das 4h de sábado (18) até a meia-noite de domingo (19), com exceção da Linha 13-Jade. Durante a madrugada de domingo, entre 1h e 4h, o intervalo entre os trens será de 30 minutos. Nesse período, as estações permanecerão abertas somente para desembarque. Apenas as que têm integração com o Metrô também funcionarão para embarque.

As empresas reforçarão o quadro de agentes de segurança, especialmente nas estações próximas às apresentações do evento. A CPTM disponibilizará dois trens extras para as linhas 7-Rubi e 11-Coral. Caso haja aumento da demanda, Metrô, ViaQuatro e ViaMobilidade colocarão mais trens em operação.

Ônibus

Mais de 111 linhas terão intinerário alterado na Virada Cultural. Além disso, a montagem de palcos alterou o trajeto de outras oito linhas:

8600/10 Term. Pirituba – Lgo. do Paissandu

9501/10 Term. Cachoeirinha – Lgo do Paissandu

508L/10 Term. Princ. Isabel - Aclimação 

509M/10 Jd. Miriam – Term. Princ. Isabel

5154/10 Term. Sto. Amaro – Term. Princ. Isabel

7181/10 Cid. Universitária – Term. Princ. Isabel

7458/10 Jd. Boa Vista – Est. da Luz

8707/10 Rio Pequeno – Term. Princ. Isabel 

Trânsito

O tráfego na capital também foi afetado com a montagem de palcos. As seguintes vias foram parcialmente interditadas: Avenida Rio Branco, Avenida Ipiranga, Praça da Luz (no trecho entre a Avenida Tiradentes e a Rua Prates), Rua Doutor Bráulio Gomes e Alameda Barão de Limeira (entre as ruas dos Gusmões e General Osório). 

A Avenida Paulista deve permanecer fechada por 24 h de sábado para domingo, após decisão da Justiça. O Bloco da Gambiarra estava programado para sair na Avenida Paulista, com a decisão anterior que impedia o fechamento da via, ele foi transferido para a Rua Consolação até o Vale do Anhangabaú.

*Estagiário do R7, com supervisão de Ana Vinhas