Vizinho confessa ter matado menina de 8 anos por vingança em SP

Corpo de Emanuelle Pestana foi encontrado em mata. Autor do crime alegou que a mãe da garota não permitia que ela brincasse com o enteado dele 

Corpo de Emanuelle foi encontrado em região de mata após vizinho indicar local

Corpo de Emanuelle foi encontrado em região de mata após vizinho indicar local

Reprodução Record TV

O lavrador Agnaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, confessou à polícia ter matado Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos, que estava desaparecida desde sexta-feira (10) em Chavantes, no interior de São Paulo, por vingança. Ele era vizinho da vítima e alegou que cometeu o crime porque a mãe da menina não permitia que ela brincasse com o enteado dele. 

Para atrair a criança que brincava em um parquinho, ele chamou Emanuelle para colher mangas, que seriam entregues como presente para a mãe dela. A menina foi flagrada por câmeras circulando sozinha pela rua, mas sendo seguida pelo suspeito.

A garota foi de bicicleta com Agnaldo até uma área de reflorestamento e no local, segundo a polícia, ele teria dado uma facada nas costas da menina e em seguida outros golpes no peito dela. 

Leia mais: Motorista que atropelou e matou menino de 4 anos não tem CNH

Agnaldo foi interrogado pelos policiais, mas na primeira vez negou saber informações do paradeiro da criança. Após a divulgação das imagens, ele confessou o crime e indicou o local onde deixou o corpo da vítima. 

A mãe de Emanuelle, Fabiana Pestana, afirmou que a filha não conversava com estranhos e só teria acompanhado alguém que conhecesse. Ela lembrou o momento em que a filha desapareceu: "ela vinha mesmo embora da praça, eu esperei, olhei nas esquina e ela não veio. Não cheguei nem entrar em casa e já olhei pro parquinho e não vi ela (sic)".

Veja também: Suspeito de estuprar enteada é preso em Santana de Parnaíba

O corpo da menina foi encontrado no fim da noite desta segunda-feira (13) e foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Ourinhos. 

Agnaldo Assunção foi preso e levado para a cadeia de São Pedro do Turvo e vai passar pela audiência de custódia nesta terça-feira (14). De acordo com a Polícia Civil de Chavantes, o suspeito já tem passagem por um homicídio, cometido há cerca de 30 anos.