São Paulo Zelador suspeito de estuprar criança em creche tem prisão preventiva decretada pela Justiça

Zelador suspeito de estuprar criança em creche tem prisão preventiva decretada pela Justiça

Caso ocorreu na zona leste de SP. Ação penal é realizada quando há indícios e provas suficientes sobre a autoria do crime

  • São Paulo | Isabelle Amaral, do R7

Crime ocorreu na creche Ermelino Matarazzo

Crime ocorreu na creche Ermelino Matarazzo

Reprodução/Google Street View

O zelador da creche Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo, suspeito de ter estuprado uma criança na unidade, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

A informação foi confirmada ao R7 nesta quarta-feira (28) pela SSPSP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo).

A prisão preventiva é uma ação penal para assegurar a aplicação da lei quando houver provas e indícios suficientes sobre a autoria do crime.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

Os pais do menino suspeitaram de algum tipo de abuso após terem encontrado sangue e sêmen nas roupas do filho. O casal foi até a escola e depois à delegacia, onde a própria vítima, ao ver fotos de três funcionários da creche, mostrou o autor do crime.

Com o relato feito pela criança, a polícia foi até a casa do zelador em questão e o prendeu em flagrante, na sexta-feira (23). Ele nega as acusações.

Segundo os pais, era o segundo dia do menino na creche.

Imagens de câmera de segurança

A diretora da unidade forneceu as imagens da câmera de segurança ao delegado responsável pelo caso, mas, segundo a Polícia Militar, o homem conseguiu conduzir a situação e cometer o crime sem que fosse flagrado.

A vítima foi levada para o Hospital Pérola Byington, onde foi submetida a exame de corpo de delito.

A polícia continua ouvindo testemunhas, mas informou que não passará mais detalhes da investigação, que está sob sigilo.

O suspeito trabalhava havia 16 anos na creche e não possui histórico criminal.

Últimas