Acidente com rímel pode lesionar olhos, como caso de Kelly Osbourne

"Quando o maquiador disser 'não se mexa', simplesmente não se mexa!", disse a cantora norte-americana; segundo ela, o pincel 'furou' seu olho 

Kelly Osbourne está com tampão

Kelly Osbourne está com tampão

Reprodução Instagram Kelly Osbourne

A filha de Ozzy Osbourne, Kelly Osbourne, 36, afirmou em vídeo no Instagram que lesionou o olho direito enquanto era maquiada. 

"Quando o maquiador disser 'não se mexa', simplesmente não se mexa! No momento, estou a caminho do oftalmologista porque furei meu olho com o pincel do rímel. Desculpe, a culpa foi minha, eu me mexi".

Leia também: O que já se sabe sobre a vacina de Oxford contra a covid-19, com testes no Brasil

A cantora norte-americana registrou em vídeo sua consulta no oftalmologista, que pingou colírio no olho machucado e lhe deu um tampão.

A oftalmologista Lísia Aoki, do Hospital das Clínicas de São Paulo, explica que, provavelmente, houve uma erosão da córnea pelo contato do pincel do rímel no olho. "Esse tipo de acidente pode ser comum em caso de aplicação por outra pessoa, por movimentação inesperada em direção ao aplicador", afirma.

Ela afirma que o acidente com pincel pode machucar os olhos, mas não causa danos maiores. "Em geral, um acidente desse tipo não causa danos grandes. É superficial e vai recuperar. Mas pode acontecer algo inesperado, bater com mais força, tirar pedaços maiores do tecido do olho e isso evoluir para uma úlcera e ter algum prejuízo de visão. Não se trata de um instrumento cortante, pontiagudo, mas pode eventualmente, com maior força e velociadade, ou seja, algo muito fora do padrão, furar o olho", alerta.

Segundo ela, outra ocorrência comum associada ao uso de maquiagem é a irritação ocasionada por cílios postiços. "Os cílios e a cola podem entrar em contato de forma inadvertida com a superfície do olho e causar desde desepitelizações leves a queimaduras mais graves", aponta.

A oftalmologista ressalta que, em caso de acidente, deve-se procurar imediatamente um oftalmologia para fazer uma avaliação da gravidade da lesão. 

"Em casos de desepitelizações sem sinais de infecção, como provavelmente ocorreu no caso de Kelly Osborne, deve-se usar colírios antibióticos ou pomadas antibióticas para ajudar na cicatrização da córnea e ocluir o olho para conforto", orienta.

O uso de tampão é recomendado, de acordo com a médica. "É indicado para diminuir o piscar e, assim, favorecer a cicatrização e o conforto", destaca.

"A desvantagem do curativo oclusivo é a impossibilidade de enxergar com o olho do curativo e isso pode impedir seu uso em casos de pessoas que só enxergam pelo olho traumatizado. Nesse caso, pode-se tentar uso de lente de contato terapêutica para a melhora da dor", explica.

Para prevenir acidentes com maquiagem, ela orienta cuidado na aplicação na área dos olhos. "A profissional deve avisar que vai aplicar a maquiagem e pedir para que pessoa se mantenha parada. Quem está sendo maquiada deve permanecer parada até que profissional avise que pode mover novamente", frisa.

As lentes de contato gelatinosas podem proteger de acidentes desse tipo, segundo ela, pois funcionam como uma barreira física, cobrindo a córnea.