Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Brasil registra mais que o dobro de mortes por dengue que todo o ano de 2023

São 2.409 óbitos confirmados desde janeiro; o último ano teve 1.179

Saúde|Giovanna Inoue, do R7, em Brasília


São 4.574.487 casos prováveis da doença Flávio Carvalho/WMP/Fiocruz - Arquivo

O Brasil registra, desde o começo do ano, 2.409 mortes confirmadas como sendo causadas por dengue. Esse número é mais que o dobro do que foi registrado durante todo o último ano, que teve 1.179. Outros 2.482 óbitos estão sendo investigados. Do total de mortes confirmadas em 2024, 163 foram em janeiro, 227 em fevereiro, 601 em março e 1.082 em abril.

LEIA TAMBÉM

Além disso, já são 4.574.487 casos prováveis da doença. Minas Gerais é o estado com mais casos registrados, responsável por quase 30% do total de casos. Roraima tem menos casos prováveis registrados, com 255.

O Brasil já bateu os recordes de números de casos prováveis e de mortes registrados pela doença na série histórica. O número mais alto de mortes era de 2023, com 1.179 registros. Já o ano com o maior número de casos era 2015, com 1.688.688.

São Paulo é a unidade da federação com mais óbitos registrados em 2024, com 651, seguido por Minas Gerais (394), Distrito Federal (323), Paraná (284) e Goiás (162). Somadas, as cinco acumulam 75% do total de óbitos.

Publicidade

O Distrito Federal é a unidade da federação com maior taxa de incidência de casos prováveis, com 8.747,2 casos por 100 mil habitantes. Minas Gerais, Paraná, Espírito Santo e Santa catarina aparecem em seguida, somando 75% do número absoluto de casos.

A faixa etária que mais registra casos de dengue é de 20 a 29 anos, com mais de 841 mil casos, o que representa quase um em cada cinco casos. Na separação por gênero, as mulheres são a maioria a contrair a doença (55%).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.