Saúde Crianças que pulam o café da manhã são mais propensas a engordar ao longo da vida

Crianças que pulam o café da manhã são mais propensas a engordar ao longo da vida

Especialistas garantem que o hábito de tomar café influencia na alimentação saudável 

Crianças que pulam o café da manhã são mais propensas a engordar ao longo da vida

Café da manhã é importante em todas as faixas etárias

Café da manhã é importante em todas as faixas etárias

Getty Images

“Não sinto fome de manhã”. Provavelmente, você está cansado de ouvir seu filho falar esta frase para dormir alguns minutinhos a mais ou, no caso das meninas, usar este tempo para se arrumar e passar a chapinha no cabelo para ir à escola. No entanto, a garotada não sabe que a simples atitude de pular o café da manhã pode levar a sérias consequências ao organismo, explica a nutricionista Elaine Rocha de Pádua.

— Além de falta de energia durante as aulas, as crianças e adolescentes que não tomam café da manhã tendem a comer alimentos mais calóricos e menos nutritivos nas demais refeições e este hábito ruim pode contribuir para o sobrepeso e obesidade.

Segundo a especialista, para a primeira refeição do dia ser equilibrada e fornecer os nutrientes e a energia necessários ao organismo, a mesa deve ser composta por carboidratos, preferencialmente integrais, proteínas, vitaminas e minerais.

— O ideal é tomar um copo de leite, comer pão ou cereal integral e uma fruta. Com certeza a criança não vai precisar de mais de dez minutinhos. Para que a refeição não fique monótona, oriento os pais a usarem a criatividade na hora de ofertar os alimentos.

Café da manhã: cereais integrais, mamão e goiaba protegem os olhos

Uma vez que o hábito de tomar café está estabelecido na rotina da família, é mais fácil mantê-lo para a vida toda, garante a pediatra e hebiatra (médica especialista em adolescentes) Ligia Reato, da Faculdade de Medicina do ABC.

— Os pais são a referência dos filhos, por isso devem ter e estimular os bons hábitos. Se na infância a rotina do café não foi incorporada, na adolescência fica muito mais difícil.

Governo quer prevenir obesidade em escolas

Ligia lembra que a alimentação saudável deve fazer parte não só do café da manhã, mas também de todas as refeições, já que ela vai contribuir para o desenvolvimento físico, psicológico e cognitivo das crianças.

— Além disso, a alimentação adequada também ajuda no fortalecimento do sistema imunológico, previne a anemia (deficiência de ferro) e as doenças crônicas, como obesidade, diabetes e pressão alta.

Mas, como ninguém é de ferro, a nutricionista diz que é permitido comer as guloseimas desde que com moderação.

— Não acredito em dietas restritivas, mas acho que devemos ensinar as crianças e adolescentes como consumir o hambúrguer, o refrigerante e a batata-frita sem prejudicar a saúde. Tudo é permitido desde que sem exageros.

Para ela, mostrar as consequências em curto prazo da má alimentação é uma maneira eficaz de convencer os adolescentes a comer de forma saudável.

— Eles não se preocupam com as doenças que vão aparecer em 10 ou 20 anos, mas no que vai acontecer em curto prazo. Costumo explicar que de imediato a pele, a unha e o cabelo são prejudicados.