Saúde Homem é infectado na Alemanha pelo raro e altamente letal vírus Borna

Homem é infectado na Alemanha pelo raro e altamente letal vírus Borna

O patógeno, normalmente encontrado em musaranhos, infecta também cavalos, ovelhas e outros animais, incluindo humanos

  • Saúde | Do R7

Vírus foi descrito pela primeira vez em 1800, na cidade de Borna, após adoecer cavalos

Vírus foi descrito pela primeira vez em 1800, na cidade de Borna, após adoecer cavalos

Freepik

As autoridades sanitárias da Baviera, na Alemanha, investigam o caso de um homem infectado pelo raro e altamente letal vírus Borna (BoDV-1). A notificação foi feita na última terça-feira (21), pelo distrito de Weissenburg-Gunzenhausen, onde o paciente reside.

O BoDV-1 causa a doença de Borna, descrita na Enciclopédia das Ciências Neurológicas, que, apesar de muito pouco frequente, pode causar "infecção persistente do sistema nervoso central e periférico".

De acordo com o LGL (Escritório de Estado da Baviera para Saúde e Segurança Alimentar), dos 50 casos conhecidos da doença, apenas em quatro a vítima sobreviveu — ainda assim, com sequelas graves e de longo prazo.

O Instituto Robert Koch, referência em infectologia, informa que o vírus normalmente é encontrado no musaranho-de-dentes-brancos e transmitido por meio do contato com o animal ou suas excreções. No entanto, é mais comum que os afetados sejam cavalos, ovelhas e outros mamíferos na Europa Central.

A forma como humanos são infectados pelo vírus Borna ainda é um mistério. Entre as possíveis rotas de infecção, o instituto alemão menciona alimentos ou água contaminados e até mesmo poeira.

"O vírus pode permanecer infeccioso no ambiente por um tempo, portanto, o contato direto com os animais pode não ser necessariamente obrigatório para a infecção", diz o órgão.

Até o momento, não houve detalhes da investigação acerca de como o homem pode ter contraído o vírus. As autoridades estão rastreando possíveis contatos e atividades realizadas por ele.

O nome do vírus faz referência à cidade alemã de Borna, onde ele foi relatado pela primeira vez, durante o fim do ano de 1800, quando um surto atingiu cavalos. 

Além do Marburg: conheça outros vírus que causam hemorragias fatais

Últimas