Saúde Intoxicação por gás provoca morte em poucos minutos, alerta médico

Intoxicação por gás provoca morte em poucos minutos, alerta médico

Apenas neste ano, foram noticiados três casos de famílias que perderam a vida em vazamentos de gás dentro de ambiente fechados 

Vazamento de gás toma conta do imóvel rapidamente

Vazamento de gás toma conta do imóvel rapidamente

Divulgação/Compagas

Mortes como a de uma família em Santo André (SP), por um possível vazamento no aquecedor de água a gás do apartamento, são rápidas e os sintomas podem ser confundidos até mesmo com mal-estar relacionado ao estômago, alerta o cardiologista Fernando Costa.

O caso de Santo André é o mais recente desse tipo. Mas neste ano, seis pessoas de uma família de brasileiros perderam a vida por vazamento de gás no Chile. Em Campos do Jordão (SP), pai e filha morreram pelo mesmo motivo.

Fernando Costa explica que a intoxicação por gás se torna fatal em poucos minutos.

"A cada minuto que passa o ambiente fica mais tóxico. A pessoa vai ter confusão mental, letargia, ânsia de vômito, dor de cabeça. Ela não vai ter noção do que está acontecendo. A maioria dessas pessoas deve ter pensado que estava com algum distúrbio digestivo".

A causa da morte é envenenamento por monóxido de carbono, gás que é produzido a partir da queima de combustíveis, como carvão, madeira, álcool e pode se acumular em aquecedores de água a gás quando há problemas de ventilação.

Por entrar pela via respiratória, o monóxido de carbono chega rapidamente à corrente sanguínea.

Uma vez no sangue, liga-se à hemoglobina, proteína responsável por transportar oxigênio a todo o corpo, e retira as moléculas de oxigênio.

"A morte é por falta de oxigenação", observa o cardiologista.

Leia também: Veja cuidados para evitar acidentes com aparelhos a gás dentro de casa

O médico ressalta que "o gás hoje tem uma sensação de percepção olfativa muito diferente".

"Quando você está em um ambiente com gás ligado, muitas vezes você não percebe o cheiro. Sem contar que muitas pessoas têm problemas crônicos, como rinites, que alteram o olfato e fica mais difícil perceber o cheiro de gás."

Ele frisa a importância de existirem componentes no gás canalizado que permitam à população sentir quando há algum tipo de vazamento.

No caso do gás de botijão, o GLP, que também é inodoro, é adicionado durante a produção um componente da família do enxofre chamado mercaptana, justamente para que seja possível perceber se há um vazamento. 

Atualmente, existem aparelhos no mercado para detectar a presença de monóxido de carbono em ambientes fechados.

Outra prática perigosa é o uso de aquecedores improvisados. Um casal e a filha deles morreram na semana passada em Guarulhos (SP), após acenderem uma churrasqueira dentro do quarto.

A queima de qualquer substância e material em locais fechados tem praticamente o mesmo efeito que o vazamento de gás — um carro ligado na garagem pode ser perigoso também. O oxigênio é rapidamente consumido e as pessoas passam a respirar monóxido de carbono, que é letal.