Navio onde Wesley Safadão fez show tem suspeita de surto de rubéola

Segundo a Anvisa, 13 casos suspeitos foram detectados em Santos (SP), dois no trajeto para Balneário Camboriú (SC) e outro no litoral catarinense

Tripulantes foram diagnosticados com rubéola em navio com show de Safadão

Tripulantes foram diagnosticados com rubéola em navio com show de Safadão

Wikimedia Commons/Reprodução/Redes sociais

Passageiros e tripulantes do navio em que o cantor Wesley Safadão fez um show durante um cruzeiro marítimo foram imunizados depois que 16 tripulantes foram diagnosticados com rubéola. Os resultados dos exames conclusivos ainda não foram divulgados.

Segundo a Secretaria de Saúde de Santos, no litoral paulista, 13 casos foram detectados ainda no porto da cidade, na sexta-feira (15), e os tripulantes foram isolados dentro da embarcação. O navio seguiu normalmente para Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Saiba mais: Por que é importante se vacinar mesmo na idade adulta

O cruzeiro havia saído do porto de Ilha Grande, no Rio de Janeiro, para o Porto de Santos, em São Paulo. No sábado (16), novos passageiros embarcaram em Santos, com destino a Balneário Camboriú, em Santa Catarina. O cantor Wesley Safadão embarcou na segunda-feira (18), já na cidade catarinense.

Ainda conforme a Anvisa, no trajeto de Santos para Balneário Camboriú, houve a notificação de mais dois tripulantes suspeitos de rubéola. Chegando no litoral catarinense, uma equipe da Anvisa, juntamente com a Cievs-SC (Secretaria de Saúde de Santa Catarina), entrou no navio e detectou mais um caso de paciente com sintomas da doença entre os tripulantes.

Leia também: Sarampo, polio, rubéola e difteria voltam a ameaçar o Brasil

A Anvisa afirma que a avaliação clínica das 16 pessoas com suspeita de rubéola ainda não tem diagnóstico conclusivo, e os resultados estão previstos para os próximos dias.

De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), foram coletadas amostras de 16 tripulantes do navio e o material foi enviado para o laboratório de referência do Instituto Adolfo Lutz. A agência ainda afirma que “foram adotadas medidas sanitárias de limpeza e desinfecção das cabines onde se encontravam os casos suspeitos”.

A reportagem não conseguiu contato com a assessoria de imprensa do cantor.

Saiba mais sobre a rubéola

A rubéola é uma infecção contagiosa transmitida pelo vírus do gênero Rubivirus da família Togaviridae. A rubéola torna-se mais grave quando a grávida contrai a doença durante a gestação e transmite para o feto, gerando a Síndrome da Rubéola Congênita (SRC). Nesses casos, o feto pode apresentar malformações congênitas, como surdez, malformações cardíacas e lesões oculares, segundo o Ministério da Saúde.

Veja também: Vacinação: os 8 mitos que estão levando ao ressurgimento de doenças evitáveis

Entre os sintomas da infecção por rubéola estão a febre, mudança no tamanho dos linfonodos próximos à orelha, vermelhidão e coceira na pele. A transmissão ocorre por meio do contato direto, sendo transmitida por secreções da fala, espirros ou tosse.

A transmissão da rubéola pode ser prevenida por meio da vacina tríplice viral, que protege contra a rubéola, sarampo e caxumba, e está disponível nos postos de saúde.

Veja cinco motivos que estão levando à volta do sarampo e da poliomelite: