Tecnologia e Ciência Altas temperaturas do verão podem causar danos ao celular

Altas temperaturas do verão podem causar danos ao celular

Dispositivo que fica diretamente exposto à luz do Sol ou trancado dentro do carro pode apresentar problemas na bateria e no display

Expor o celular a altas temperaturas pode superaquecer o dispositivo

Expor o celular a altas temperaturas pode superaquecer o dispositivo

Pixabay

Por conta das altas temperaturas do verão, alguns cuidados devem ser tomados com relação aos celulares. Deixar o aparelho expostos ao calor da luz do Sol ou dentro do carro, por exemplo, pode causar danos que afetam o funcionamento.

De acordo com Rudolf Buhler, do departamento de engenharia elétrica da FEI, a recomendação é de que o celulare não fique muito tempo na luz do Sol.

“O calor pode danificar alguns componentes vitais do celular, como a bateria, fazendo com que ela dure menos, e a tela,  que pode começar a apresentar manchas escuras causadas por danos ao display”, destaca o engenheiro.

Leia mais: Os mitos e verdades sobre a bateria e o carregador dos smartphones

Rudolf também afirma que deixar o dispositivo sobre superfícies de metal pode potencializar os prejuízos provocados pelas altas temperaturas. “O metal conduz muito bem o calor e isso ajuda a aquecer mais o aparelho.”

Outra situação de risco é quando o celular está dentro do carro trancado. Isso, segundo Rudolf, merece atenção em duas condições: a primeira é quando a pessoa está dirigindo em dias ensolarados com o celular preso ao vidro e a segunda é em relação ao descuido de estacionar o carro em algum local muito exposto ao sol e deixar o celular no interior.

“O carro é uma estufa e, se ele está debaixo do Sol, pode chegar à temperaturas de 60° lá dentro. Isso pode danificar permanentemente o aparelho”, afirma o especialista.

O engenheiro cita que o celular deve ficar expostos a uma temperatura ambiente para que não sofra danos. "De acordo com os fabricantes, em geral, o celular em uso deve estar em uma temperatura máxima de 35°C. Passando dessa temperatura, ele pode começar a apresentar problemas."

A orientação dada por Rudolf, caso o celular superaqueça, é deixar um pouco o aparelho descansando longe do Sol ou de altas temperaturas. "Desligar ajuda bastante. Só deixar ele um pouco com a tela desligada pode ajudar também a esfriar, isso em cerca de cincou ou dez minutos."

Como resolver problemas de superaquecimento no seu celular

Uma outra alternativa para preservar o celular é desligar aplicativos que utilizaeem o recurso de geolocalização, pois consomem muita energia do dispositivo, fazendo com que ele fique superaquecido. “O GPS consome bastante poder de processamento, então ele aquece o aparelho. Nesse ponto, você desligar um pouco essa função pode ajudar bastante”, ressalta Rudolf.

*Estagiário sob supervisão de Pablo Marques

Últimas