Apple anuncia novos modelos de AirPod e MacBook Pro

Novas versões dos fones de ouvido e notebooks da empresa estarão disponíveis já na próxima semana nos EUA

Novos MacBook Pros terão carcaça de alumínio reciclado, diz Apple

Novos MacBook Pros terão carcaça de alumínio reciclado, diz Apple

Divulgação

Em evento nesta segunda-feira (18), a Apple anuncia uma nova leva de produtos, pouco mais de um mês após revelar nova linha do iPhone 13.

Por causa da pandemia, o evento é apenas online, como vem acontecendo desde o início de 2020. A apresentação fica por conta do CEO da companhia, Tim Cook. 

O primeiro anúncio de destaque foi um novo plano para o Apple Music, que ainda não estará disponível no Brasil. A ideia é integrar o aplicativo de músicas com a inteligência artificial Siri, contando com playlists feitas em curadoria, que o usuário pode pedir com a voz.

A empresa também anunciou novas versões do HomePod Mini, uma caixa de som inteligente. O aparelho vai vir em azul, vermelho e amarelo, além dos originais branco e preto.

Novos AirPods 3 terão o recurso Spatial Audio

Novos AirPods 3 terão o recurso Spatial Audio

Divulgação

Em seguida, como vinha sendo antecipado pela imprensa internacional, a empresa anunciou uma versão dos AirPods 3 com Spatial Audio. O novo aparelho tem resistência a água e suor, para uso em chuva ou durante treinamentos; pareamento automático com outros dispositivos; e bateria melhorada (6 horas nos fones, 1 hora com 5 minutos de recarga e 30 horas de carga na caixa). O fone vai custar US$ 179 (cerca de R$ 987) e estará disponível na semana que vem.

O anúncio seguinte foi o novo MacBook Pro, que usará a mais recente geração de chips proprietários da Apple, a do M1 Pro, que a empresa promete que terá 70% mais capacidade de processamento que o M1. Também foi divulgado o M1 Max, que terá quatro vezes mais capacidade que o M1.

O notebook da Apple, que foi completamente redesenhado, virá em versões com telas de 14 e 16 polegadas, com carcaça de alumínio reciclado e um novo sistema de ventilação interna. O computador terá entradas HDMI, três entradas Thunderbolt e cartões SD. A empresa também promete baterias mais duráveis, com até 21 horas de uso. 

As duas versões do notebook estarão disponíveis na próxima semana, mas não serão baratas. Nos EUA, o MacBook Pro de 14 polegadas custará US$ 1.999 (o equivalente a R$ 11 mil), e o de 16 polegadas sairá por US$ 2.499 (cerca de R$ 13,7 mil).

No Brasil, o Macbook de 14 polegadas com chip M1 Pro de oito núcleos, 16 GB de memória RAM e SSD de 512 gigas custará R$ 26.999. A versão com chip M1 Pro de dez núcleos e 1 TB de memória sairá por R$ 32.999.

Os notebooks com 16 polegadas têm preços ainda mais salgados: R$ 32.999 para a versão de "entrada" com M1 Pro de dez núcleos, 16 GB de RAM e 512 GB de memória; R$ 35.499 para a versão com M1 Pro de dez núcleos, 16 GB de RAM e 1 TB de memória; e astronômicos R$ 45.499 para a versão com M1 Max de dez núcleos, 32 GB de RAM e 1 TB de memória.

Últimas