Tecnologia e Ciência Criador afirma que matou Flappy Bird porque o jogo era viciante

Criador afirma que matou Flappy Bird porque o jogo era viciante

Desenvolvedor Dong Nguyen conta que o jogo não o deixava dormir

Criador afirma que matou Flappy Bird porque o jogo era viciante

Sucesso de Flappy Bird fez com que seu desenvolvedor acabasse com o aplicativo

Sucesso de Flappy Bird fez com que seu desenvolvedor acabasse com o aplicativo

Reprodução

A onda Flappy Bird já está passando, mas o seu criador Dong Nguyen continua aproveitando o sucesso para falar sobre seus projetos e, claro, explicar sua decisão de retirar o jogo das lojas de aplicativos da Apple e Android. Em entrevista para a Forbes, o desenvolvedor vietnamita afirma que o game “se tornou um produto viciante”.

De acordo com Nguyen, Flappy Bird deveria ser um game para jogar quando “quando você está relaxando”, mas o sucesso e a repercussão nas redes sociais acabou transformando o game em um problema.

—[Flappy Bird] se tornou um produto viciante. Acho que ele virou um problema.

iPhone com Flappy Bird instalado é leiloado por US$ 100 mil

O desenvolvedor decreta que o jogo “se foi para sempre”. A popularidade do aplicativo se deve a dificuldade do game, o que fez com que vários usuários postassem mensagens frustradas a respeito de seus recordes nas redes sociais ou criassem vídeos de tutoriais para fazer mais pontos no joguinho.

Lançado em maio de 2013, o game arrecadava, em média, R$ 119,5 mil por dia em anúncios. A popularidade foi outro dos fatores que levaram o vietnamita a desistir de sua criação.

— Minha vida não tem sido tão confortável quanto era antes. Eu não podia dormir.

De acordo com a reportagem da Forbes, Nguyen passou os últimos dias longe da internet em repouso. No entanto, o desenvolvedor não pretende abandonar a carreira – ele conta com dois jogos entre os top 20 da App Store (Super Ball Juggling e Shuriken Block).

    Access log