Tecnologia e Ciência Governo holandês recomenda que funcionários não usem TikTok em dispositivos oficiais

Governo holandês recomenda que funcionários não usem TikTok em dispositivos oficiais

Segundo serviço de inteligência do país, há um 'risco crescente de espionagem' por meio do aplicativo

AFP
Aplicativo começou a ser proibido em diversos países

Aplicativo começou a ser proibido em diversos países

REUTERS/Mike Blake/File Photo

O governo holandês disse nesta terça-feira (21) que não recomenda a seus funcionários que usem o TikTok ou outros aplicativos administrados por países com "ciberprogramas ofensivos" em seus dispositivos profissionais.

Segundo o Serviço de Inteligência Holandês (AIVD), há "um risco crescente de espionagem" por meio do uso do TikTok ou de outros aplicativos administrados por países como Rússia, China, Irã e Coreia do Norte.

O governo holandês aconselhou seus funcionários a não usar esses aplicativos e disse que espera alcançar uma "solução estrutural" que impossibilite uso deles em seus dispositivos profissionais.

"O governo central deve ser capaz de fazer seu trabalho com total segurança, também por meio de seus dispositivos móveis", disse Alexandra van Huffelen, secretária de Estado holandesa para digitalização.

O governo quer que todos os telefones profissionais dos funcionários sejam configurados para que apenas aplicativos ou funcionalidades previamente autorizados possam ser instalados e usados.

A Holanda seguirá assim o Canadá, o Reino Unido e as agências federais dos EUA, que já baniram o TikTok de dispositivos governamentais por questões de segurança de dados.

LEIA ABAIXO: Entenda o motivo do sucesso do TikTok

Últimas