Tecnologia e Ciência Trio leva Nobel de Física por estudos sobre a evolução do Universo

Trio leva Nobel de Física por estudos sobre a evolução do Universo

O prêmio de Física segue o de Medicina, que abriu na segunda (7) a série de anúncios da atual edição do Nobel. Honrarias serão entregues em dezembro

Nobel de Física

Nobel de Física premiou estudos sobre evolução do universo

Nobel de Física premiou estudos sobre evolução do universo

Claudio Bresciani/TT News Agency/via REUTERS/08.10.2019

O canadense naturalizado americano James Peebles e os suíços Michel Mayor e Didier Queloz foram anunciados nesta terça-feira (8) como vencedores do Nobel de Física devido à contribuição para o entendimento da evolução do Universo e o lugar da Terra no Cosmos, informou a Real Academia das Ciências da Suécia.

Peebles foi premiado pelas descobertas teóricas em cosmologia física, enquanto Mayor e Queloz por identificarem um exoplaneta orbitando uma estrela solar.

Especialista em cosmologia, Peebles, de 84 anos, nasceu em Winnipeg, no Canadá, e é pesquisador da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

Mayor, de 77 anos, compartilhou boa parte do trabalho como pesquisador com o colega e compatriota Queloz, de 53. Ambos trabalham na Universidade de Genebra, na Suíça.

O marco teórico desenvolvido ao longo de duas décadas por Peebles é a base da nossa compreensão moderna da história do Universo, desde o Big Bang até os dias atuais, segundo o comitê Nobel.

Mayor e Queloz, que estudaram a Via Láctea em busca de mundos desconhecidos, foram os primeiros a descobrir, em 1995, um planeta fora do nosso Sistema Solar, um exoplaneta que orbitava a estrela 51 Pegasi.

Além do prestígio, os vencedores ganham um prêmio em dinheiro, que neste ano chega a 9 milhões de coroas suecas (R$ 3,7 milhões). Caso mais de uma pessoa vença em uma mesma categoria, o valor é dividido. Neste caso, uma metade do prêmio irá para Peebles, enquanto Mayor e Queloz repartirão a outra.

O prêmio de Física segue o de Medicina, que abriu na segunda-feira (7) a série de anúncios da atual edição do Nobel. Nos próximos dias serão dovulgados os vencedores de Química, Literatura, Paz e Economia.

O Nobel de Medicina foi para os americanos William G. Kaelin e Gregg L. Semenza e o britânico Peter J. Ratcliffe, por revelarem a relação das células com o oxigênio disponível, o que possibilitou novas estratégias para o combate à anemia e ao câncer.

Os prêmios serão entregues no dia 10 de dezembro, aniversário da morte de seu fundador, Alfred Nobel, em uma cerimônia na Sala de Concertos de Estocolmo. O Nobel da Paz será entregue na Câmara Municipal de Oslo, o único que fora da Suécia, por desejo de Nobel, já que a Noruega fazia parte do Reino da Suécia na sua época.

Nesta edição serão anunciados excepcionalmente dois prêmios de Literatura, por 2018 e 2019, já que no ano passado a honraria não foi concedida devido ao escândalo de denúncias de abuso sexual que comprometeu a Academia Sueca.