Cidades

28/1/2013 às 21h02 (Atualizado em 28/1/2013 às 22h04)

Boate onde aconteceu tragédia era uma "armadilha", diz governador do RS

Tarso Genro quer modificação severa na legislação para casas noturnas

Do Jornal da Record

Casa noturna onde aconteceu incêndio não tinha saída de emergência Agência RBS/AP

O governador do Estado do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), classificou de "armadilha" a boate Kiss, de Santa Maria, onde um incêndio matou 231 pessoas na madrugada do último domingo (27).

Em entrevistas ao Jornal da Record, o governador pediu ainda uma modificação severa na legislação sobre o funcionamento de casas noturnas.

— Se por acaso essa boate estava funcionando de maneira legal, o que eu não acredito, toda a legislação tem de se modificada, porque aquilo ali era uma espécie de armadilha.

Dono de boate que pegou fogo em Santa Maria se entrega à polícia

Seguranças de boate barraram saída das pessoas, diz sobrevivente

O governador se referiu à falta de saídas de emergência constatada na boate onde aconteceu o incêndio. Tarso Genro afirmou ainda que vai pedir um encontro com os prefeitos das cidades gaúchas para pensar em uma mudança na legislação do Estado.

— Já combinei com o chefe do Ministério Público Estadual. O governo vai trabalhar nessas reformas (da legislação) e vamos trabalhar com os prefeitos. A legislação precisa ser profundamente mudada. Se não for, corremos o risco de isso acontecer de novo.

Veja mais notícias do Jornal da Record

Acompanhe a cobertura completa da tragédia

Maioria das vítimas era de jovens e estudantes

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!