Cidades

5/2/2013 às 00h30

Polícia não descarta acareação entre dono da boate Kiss e engenheiro

Proprietário diz que revestimento acústico inadequado foi recomendado pelo profissional

Do R7

Elissandro Spohr deve prestar depoimento à polícia logo que deixar o hospital, nesta terça Reprodução/Rede Record

A polícia de Santa Maria (RS) disse que pode haver uma acareação entre o dono da boate Kiss, Elissandro Spohr, e um engenheiro, que teria, segundo o empresário, recomendado o uso de uma espuma inadequada para o isolamento acústico da casa noturna. O profissional nega. A fumaça tóxica liberada pelo material durante o incêndio no estabelecimento foi a causa da morte da maior parte das 237 vítimas.

Nesta terça-feira (5), haverá uma nova perícia na boate com remoção de alguns escombros. Uma reconstituição completa da madrugada do dia 27 deve acontecer nos próximos dias. O delegado Marcelo Arigony apontou outro problema. A espuma de isolamento não recebeu um produto para diminuir ou retardar o efeito das chamas.

— Se a espuma tivesse o retardante, o evento seria de uma magnitude muito menor e não teria acontecido isso.

Veja a cobertura completa da tragédia em Santa Maria

Espuma de colchão revestia boate, diz comerciante

A alta médica de Spohr está prevista para esta terça-feira. Ele deve ser transferido de Cruz Alta, onde ficou internado por nove dias, para Santa Maria.

Sócio da boate Kiss deve sair do hospital na terça-feira, diz delegada

Além de Elissandro, o outro proprietário da Kiss, Mauro Hoffmann, e dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira também cumprem prisão temporária de 30 dias. Procurado pela reportagem do R7, o advogado Jader Marques, que defende Spohr, não foi encontrado para comentar a alta médica do empresário.

Incêndio

O incêndio dentro da boate Kiss no centro de Santa Maria, cidade a 290 km da capital, Porto Alegre, aconteceu na madrugada de 27 de janeiro, durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira. Segundo testemunhas, durante o show foi utilizado um sinalizador — uma espécie de fogo de artifício chamado "sputnik" — que ao ser lançado atingiu a espuma do isolamento acústico, no teto da boate. O fogo se espalhou em poucos minutos.

A casa noturna estava cheia na hora que o fogo começou. Cerca de mil pessoas estariam no local. O incêndio provocou pânico e muitas pessoas não conseguiram acessar a saída de emergência. Os donos não tinham qualquer autorização do Corpo de Bombeiros para organizar um show pirotécnico na casa noturna. O alvará da boate estava vencido desde agosto de 2012, afirmou o Corpo de Bombeiros.

Ao entrar na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, para socorrer as vítimas do incêndio, na madrugada de domingo (27), os bombeiros se depararam com uma barreira de corpos.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Publicidade

Compartilhe
Compartilhe
Pacto de morte coletivo

Pais dizem que filhas não demonstraram variação no comportamento

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Jovem, rica e bela

Saiba quem é a mulher que largou tudo para ficar com Roger Abdelmassih

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Palmas (TO)

Suspeito de estuprar e matar mulher ri ao ser preso e debocha: “Saio em 3 meses”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crime bárbaro

Mãe conta como matou a filha de 7 anos para ritual no PR; ossada é encontrada

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Cidades

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Braço amputado

Tigre ataca menino de 11 anos em zoo do Paraná ; pai responderá por lesão

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!