Cidades

29/1/2013 às 14h25 (Atualizado em 29/1/2013 às 14h29)

Prefeitura de Santa Maria repassa nesta terça-feira à polícia documentação sobre boate Kiss

Ao menos 231 pessoas morreram em incêndio ocorrido na madrugada de domingo

Da Agência Brasil

Ao menos 231 pessoas morreram em incêndio ocorrido na madrugada de domingo Reprodução/Rede Record

A prefeitura de Santa Maria vai entregar na tarde desta terça-feira (29) os documentos sobre a fiscalização na boate Kiss ao delegado responsável pelas investigações do incêndio ocorrido na madrugada do último domingo (26). Até o momento, 231 pessoas morreram.

O secretário de Relações de Governo e Comunicação da prefeitura, Giovani Mânica, informou que a documentação da casa noturna estava em dia quando a fiscalização anual da prefeitura foi feita, em abril de 2012. No entanto, o alvará perdeu a validade e está em processo de renovação.

— O prefeito [Cesar Schimer] ligou para o delegado e já recebeu o ofício solicitando a documentação. Queremos dar o máximo de transparência e vamos enviar os documentos agora à tarde. A prefeitura foi ao local em abril e toda a documentação estava em dia. Mas o alvará de combate e prevenção a incêndios é emitido pelo Corpo de Bombeiros e fiscalizado por eles.

Voluntários aliviam a dor de parentes de vítimas da Kiss

Em marcha silenciosa, Santa Maria exige justiça por seus mortos

Indenização por danos morais às famílias de mortos em Santa Maria pode passar de R$ 78 mi, diz especialista

Segundo ele, também cabe aos bombeiros observar se a arquitetura do local prevê uma rota de fuga, além de determinar a capacidade da casa noturna e fiscalizar se o número máximo de pessoas permitido está sendo obedecido. Uma lei estadual determina que os bombeiros têm ainda o poder de fechar a casa se observarem problemas nesse sentido, de acordo com o secretário. Ele alega que a fiscalização da prefeitura não inclui verificar questões como a validade de extintores de incêndio.

— Não compete a nós verificar extintores, nem temos como fazer isso.

Há 118 pessoas internadas em decorrência do incêndio, sendo 75 em estado gravíssimo, com risco de morte. A boate está fechada para a perícia e deve ser desapropriada para a construção de um memorial.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!